Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

15 frases para entender a guerra diplomática após os 105 mísseis lançados contra a Síria

EUA, França e Reino Unido trocam acusações com Síria e Rússia.

 
 -  Nikki Haley, embaixadora dos EUA na ONU  Foto: Seth Wenig/ AP Photo
Nikki Haley, embaixadora dos EUA na ONU Foto: Seth Wenig/ AP Photo

O ataque promovido por EUA, Reino Unido e França na última sexta-feira contra a Síria foi seguido de uma guerra diplomática com troca de acusações entre os países ocidentais e o regime de Bashar al-Assad e os respectivos aliados.

O ataque usou 105 mísseis e atingiu 3 instalações que seriam ligadas à produção e ao estoque de armas químicas na Síria. O lançamento foi realizado em retaliação a um suposto ataque químico na cidade síria de Duma no dia 7 de abril.

As três potências ocidentais acusam Assad de usar armas químicas contra a população. Os governos da Síria e da Rússia negam e as acusam de mentir e fabricar fatos. Entenda a guerra de versões.

  • FOTOS: ataque conjunto de EUA, Reino Unido e França contra a Síria

Veja o que disseram os protagonistas dessa guerra diplomática e outros líderes mundiais após o ataque:

Donald Trump, presidente dos EUA

"Um ataque perfeitamente executado. Não poderia haver resultado melhor. Missão cumprida!"

Nikki Haley, embaixadora americana na ONU

"Falei com o presidente e ele disse que se o regime sírio usar esse gás venenoso de novo, os EUA estão carregados e engatilhados."

Nikki Haley, embaixadora dos EUA na ONU (Foto: Seth Wenig/ AP Photo) Nikki Haley, embaixadora dos EUA na ONU (Foto: Seth Wenig/ AP Photo)

Nikki Haley, embaixadora dos EUA na ONU (Foto: Seth Wenig/ AP Photo)

Bashar al-Assad, presidente da Síria

Assad disse a um grupo de legisladores russos neste domingo que os ataques com mísseis ocidentais em seu país foram um "ato de agressão", mas os legisladores afirmaram que ele stava "de bom humor".

Bashar al-Jaafari, embaixador sírio na ONU

"Vamos acabar com as mentiras e a fabricação de fatos para justificar a agressão contra o meu país."

Embaixador da Síria na ONU, Bashar al-Jaafari, (Foto: Philippe Desmazes / AFP) Embaixador da Síria na ONU, Bashar al-Jaafari, (Foto: Philippe Desmazes / AFP)

Embaixador da Síria na ONU, Bashar al-Jaafari, (Foto: Philippe Desmazes / AFP)

Theresa May, premiê britânica

"A intenção dessa ação é que ela degrada, e detém, o regime sírio de tomar ações. Estaremos seguindo com mais ações diplomáticas"

Primeira-ministra britânica Theresa May fala em Londres (Foto: Reino Unido / via AP Photo) Primeira-ministra britânica Theresa May fala em Londres (Foto: Reino Unido / via AP Photo)

Primeira-ministra britânica Theresa May fala em Londres (Foto: Reino Unido / via AP Photo)

Karen Pierce, embaixadora do Reino Unido na ONU

"Os apoiadores do regime sírio são os grandes responsáveis pelas suas violações das leis humanitárias."

Vladimir Putin, presidente da Rússia

"Com as suas ações, os EUA pioram ainda mais a catástrofe humanitária na Síria. Eles levam sofrimento para a população civil e toleram os terroristas que torturam há sete anos o povo sírio"

Presidente russo Vladimir Putin disse que a ação ajuda terroristas e piora crise na Síria (Foto: Mikhail Klimentyev, Sputnik, Kremlin Pool Photo via AP) Presidente russo Vladimir Putin disse que a ação ajuda terroristas e piora crise na Síria (Foto: Mikhail Klimentyev, Sputnik, Kremlin Pool Photo via AP)

Presidente russo Vladimir Putin disse que a ação ajuda terroristas e piora crise na Síria (Foto: Mikhail Klimentyev, Sputnik, Kremlin Pool Photo via AP)

Vassily Nebenzia, embaixador russo na ONU

"É claro que aqueles no Ocidente se cobrem com o discurso da defesa dos Direitos Humanos. Tentam justificar sua atuação na Síria supostamente para derrotar jihadistas, mas na verdade o que querem é arruinar o país."

Vassily Nebenzia, embaixador russo na ONU; missão do país na organização teve membros expulsos pelos EUA (Foto: Shannon Stapleton/Reuters) Vassily Nebenzia, embaixador russo na ONU; missão do país na organização teve membros expulsos pelos EUA (Foto: Shannon Stapleton/Reuters)

Vassily Nebenzia, embaixador russo na ONU; missão do país na organização teve membros expulsos pelos EUA (Foto: Shannon Stapleton/Reuters)

Emmanuel Macron, presidente da França

"Claro que os russos são cúmplices. Eles não usaram cloro mas construíram metodicamente a incapacidade da comunidade internacional de atuar por meio de canais diplomáticos para impedir o uso de armas químicas"

Presidente francês, Emmanuel Macron (Foto: Ludovic Marin/AP) Presidente francês, Emmanuel Macron (Foto: Ludovic Marin/AP)

Presidente francês, Emmanuel Macron (Foto: Ludovic Marin/AP)

François Delattre, embaixador francês na ONU

"Há anos Assad, com o apoio de seus aliados, vem fazendo uma destruição de toda a oposição, desprezando os princípios mais elementares da humanidade e tendo como preço a vida de civis."

Papa Francisco

"Estou profundamente perturbado com a atual situação mundial, na qual, apesar das ferramentas disponíveis para a comunidade internacional, é difícil chegar a um acordo sobre uma ação comum em favor da paz na Síria e em outras regiões do mundo”

Papa Francisco fala durante visita pastoral à igreja de San Paolo a Corviale, em Roma, em 15 de abril de 2018 (Foto: Remo Casilli/Reuters) Papa Francisco fala durante visita pastoral à igreja de San Paolo a Corviale, em Roma, em 15 de abril de 2018 (Foto: Remo Casilli/Reuters)

Papa Francisco fala durante visita pastoral à igreja de San Paolo a Corviale, em Roma, em 15 de abril de 2018 (Foto: Remo Casilli/Reuters)

Michel Temer

"Eu quero manifestar a profunda preocupação do nosso país com a escalada do conflito militar na Síria. Já é, pensamos nós, passada a hora de se encontrarem soluções duradouras, baseadas no direito internacional, para uma guerra que se estende há tempos demais, e um custo humano elevado também demais"

Ayatolá Alí Jamenei, guia supremo do Irã

“O ataque levado a cabo esta manhã contra a Síria é um crime”.

Anatoly Antonov, embaixador da Rússia nos EUA

"Um enredo pré-armado está sendo implementado. Novamente, estamos sendo ameaçados. Alertamos que tais ações não serão deixadas sem consequências"

Tayyip Erdogan, presidente da Turquia

“Com a operação conjunta no sábado, o regime sírio recebeu a mensagem de que seu massacre não ficaria sem resposta”

O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan (Foto: REUTERS/Wolfgang Rattay) O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan (Foto: REUTERS/Wolfgang Rattay)

O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan (Foto: REUTERS/Wolfgang Rattay)

Céu de Damasco se ilumina durante ofensiva dos Estados Unidos na Síria no início do dia 14 de abril (Foto: AP Photo/Hassan Ammar) Céu de Damasco se ilumina durante ofensiva dos Estados Unidos na Síria no início do dia 14 de abril (Foto: AP Photo/Hassan Ammar)

Céu de Damasco se ilumina durante ofensiva dos Estados Unidos na Síria no início do dia 14 de abril (Foto: AP Photo/Hassan Ammar)

EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria  (Foto: Arte / G1) EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria  (Foto: Arte / G1)

EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria (Foto: Arte / G1)

ENTENDA O ATAQUE À SÍRIA E SEUS ANTECEDENTES

  • O início da ofensiva contra a Síria

  • Motivo da ação: suposto uso de armas químicas

  • Alvos: Ataques atingiram três alvos em Damasco e Homs, diz Pentágono

  • O que diz a Rússia, principal aliada do regime sírio

  • Repercussão: países divergem e ONU pede moderação

  • Contexto: 8 perguntas para entender o conflito sírio

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE