Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Santarém firma parceria e lança gestão de política de alfabetização na rede municipal

O programa possui indicadores e metas de sucesso, que são acompanhados por ferramentas de monitoramento e avaliação da aprendizagem.

 
 -  Crianças durante abertura do evento na Escola de Artes Emir Bemerguy  Foto: Agência Santarém/Divulgação
Crianças durante abertura do evento na Escola de Artes Emir Bemerguy Foto: Agência Santarém/Divulgação

Uma parceria entre a Prefeitura de Santarém e o Instituto Ayrton Senna está dedicada à formação de coordenadores pedagógicos que trabalham com turmas do 3º ano da rede municipal de ensino. Na segunda-feira (16), um evento na Escola de Artes Emir Bemerguy apresentou o projeto.

O evento contou com a participação da secretária municipal de educação, Mara Belo, da diretora de ensino Marilza Serique, das técnicas de referências do Instituto Ayrton Sena, Rita Paulan e de Gestão de Política de Alfabetização na Semed, Heloísa Helena.

A secretária Mara Belo afirmou que a parceria com o Instituto vai trazer benefícios e resultados positivos ao município. Segundo ela, o município enfrenta alguns desafios que podem ser superados através da educação básica de qualidade. "Todos devem abraçar esse projeto para atingir resultados satisfatórios", destacou.

A técnica do Instituto Ayrton Senna, Rita Paulon, ressaltou a importância do projeto. Segundo Rita, o início do treinamento sobre gestão, foco educacional e estratégias são fundamentais no processo. Paulon disse ainda que este é um grande desafio, necessário e urgente, pois as estatísticas apresentam um déficit de 53% de crianças do 3º ano, que concluem o ano letivo sem uma leitura fluente. "O programa é uma proposta de política de gestão para ajudar a melhorar o processo de formação das crianças nessa fase", concluiu.

O modelo de gestão foi destacado pela diretora de ensino Marilza Serique, que lembrou que a parceria da Semed com o Instituto Ayrton Senna iniciou em 1997 com o programa ‘Acelera’. Na ocasião, a defasagem idade/série passava de 70%. Atualmente, este índice já foi superado.

Segundo Marilza, hoje há um novo momento no qual é necessário saber quais os principais problemas que precisam ser superados na sala de aula. A preocupação se volta ao processo de gestão da alfabetização. Para isso, é necessário o envolvimento de todas, sobretudo os pedagogos. Ao final, todos serão responsáveis pelos resultados alcançados.

Objetivo do Programa

Santarém firma parceria e lança gestão de política de alfabetização na rede municipal

Santarém firma parceria e lança gestão de política de alfabetização na rede municipal

O objetivo do programa é favorecer a implementação da Política de Alfabetização para alfabetizar todos os alunos do ciclo inicial por meio da instituição de processos de gestão (educacional, escolar e da sala de aula), do compartilhamento de responsabilidades entre as instâncias e da formação de profissionais envolvidos. O programa entende a alfabetização como um processo de desenvolvimento integral do aluno, onde se articulam conhecimentos em diversas áreas e competências socioemocionais.

O programa inclui o uso de referenciais pedagógicos que respeitam os currículos e métodos de alfabetização já adotados por escolas e rede de ensino, com a exigência de um professor de apoio para garantir a aprendizagem em uma sala diversificada. Além do acompanhamento sistemático de cada aluno ao longo do ano. O programa possui indicadores e metas de sucesso, que são acompanhados por ferramentas de monitoramento e avaliação da aprendizagem.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE