Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Pai preso com o filho por suspeita de assalto a açougue tem prisão revogada pela Justiça

Alvará de soltura foi concedido nesta quinta-feira 17 pelo juiz que está respondendo pela 1ª Vara Criminal, Rômulo Nogueira de Brito.

 
 -  Polícia Militar foi acionada por proprietários do açougue minutos após o assalto  Foto: Reprodução/Redes Sociais
Polícia Militar foi acionada por proprietários do açougue minutos após o assalto Foto: Reprodução/Redes Sociais

Após analisar provas apresentadas na audiência de custódia pela defesa de pai e filho presos no dia 11 de maio, por suspeita de envolvimento em assalto ao açougue Predileto, em Santarém, oeste do Pará, o juiz que está respondendo pela 1ª Vara Criminal, Rômulo Nogueira de Brito, revogou a prisão preventiva de Jaime Júlio Lopes Ferreira, 38 anos.

No dia da audiência de custódia, o juiz já havia convertido a prisão preventiva do filho de Jaime, Gabriel Cunha Ferreira, 18 anos, em medidas cautelares diversas da prisão.

Segundo o advogado Amil Oliveira, que atua na defesa de Jaime e Gabriel, juntamente com o advogado Alessandro Moura, imagens do circuito interno da residência da família, comprovam que do dia em que ocorreu o assalto os dois estavam em casa.

Em seu despacho, o juiz Rômulo Brito escreveu que é temerária, nesse momento, a manutenção da prisão de Jaime Ferreira. “Com fundamento no princípio da presunção de inocência bem como da necessidade de angariar maiores provas de autoria e materialidade delitiva, revogo a prisão preventiva (...). Serve a presente decisão como alvará de soltura em prol de Jaime Júlio Lopes Ferreira”, escreveu.

O assalto

O açougue “Predileto”, localizado na avenida Plácido de Castro, bairro Caranazal, foi alvo de assaltantes no início da manhã do dia 4 de maio. Do local, além de um aparelho de TV e um carro, os assaltantes levaram cerca de R$ 300 mil.

Imagens do circuito de segurança do estabelecimento e informações levantadas pela polícia levaram à prisão de Jaime Julio Lopes Ferreira e do filho dele, Gabriel Cunha Ferreira. Eles foram presos em casa, no bairro Liberdade, no início da manhã do dia 11. Eles negaram qualquer envolvimento no assalto. Mas, a polícia diz que as imagens das câmeras de segurança comprovam a autoria do crime.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE