Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Funalfa aprova mais de 60 propostas para o Corredor Cultural 2018 em Juiz de Fora

Fundação vai divulgar programação e formato do evento nesta sexta-feira 18 .

 
 -  Resultado indicou que 63 propostas foram aprovadas para o Corredor Cultural 2018 em Juiz de Fora  Foto: Gil Veloso/Prefeitura de Juiz de Fora
Resultado indicou que 63 propostas foram aprovadas para o Corredor Cultural 2018 em Juiz de Fora Foto: Gil Veloso/Prefeitura de Juiz de Fora

Sessenta e três propostas foram aprovadas pela Fundação Alfredo Ferreira Lage (Funalfa) para o Corredor Cultural 2018 em Juiz de Fora. O resultado foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (17).

A direção da Funalfa fará uma coletiva nesta sexta-feira (18) para informar a programação e o novo formato do Corredor Cultural. O evento celebra o aniversário de 168 anos de Juiz de Fora em 31 de maio e, neste ano, será realizado entre os dias 25 e 27.

De acordo com o edital, desde a criação em 2009 já foram mais de 800 atrações oferecidas. Só em 2017, foram 252 propostas e a programação contou com 135 atrações gratuitas de arte e cultura.

Opções variadas

Artistas e produtores culturais inscreveram as propostas durante o mês de abril. Podiam se cadastrar profissionais de diversas áreas da cultura, como música, dança, circo, teatro, cinema, fotografia, artes plásticas, gastronomia, cultura popular, moda, games, entre outras, desde que atendessem ao regulamento.

Todas foram analisadas pela Comissão Organizadora, composta por funcionários da Funalfa ligados ao evento. O edital informou que seriam considerados os seguintes critérios: clareza e suficiência de informações, exequibilidade, qualidade artística/conceitual e relevância para a cultura da cidade, acessibilidade, descentralização, inovação, convergência de linguagens e popularidade da proposta.

O recurso financeiro referente ao regulamento poderá ser utilizado para apresentações culturais e atividades relacionadas, como feiras, oficinas, mostras, shows e demais eventos de caráter artístico. A remuneração bruta fixada para o contratado como pessoa física terá o teto máximo de R$ 2 mil.

Os eventos podem ocorrer em locais particulares ou públicos, incluindo algum dos equipamentos de responsabilidade da Funalfa, como Museu Ferroviário, Centro Cultural Dnar Rocha, CEU Zona Norte e Teatro Paschoal Carlos Magno. O edital esclarece que os eventos ao ar livre devem ser encerrados até 22h.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE