Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

RS: Prefeito de Não-Me-Toque é investigado por suspeita de assédio sexual

 
A Polícia Civil investiga duas denúncias de assédio sexual feitas por servidoras públicas de Não-Me-Toque, no Norte do Rio Grande do Sul, contra o prefeito da cidade, Armando Carlos Roos (PP).

Um vídeo gravado por uma delas mostra o prefeito conversando com a mulher sobre o cargo que ela ocuparia na prefeitura e a convidando para ir a seu apartamento.

Uma coletiva de imprensa abordou o assunto na tarde desta terça-feira (3) em Carazinho, cidade vizinha. De acordo com o delegado Gerri Adriani Mendes, como o suspeito tem foro privilegiado, as sequências das investigações dependem do aval do Tribunal de Justiça. A primeira denúncia foi feita no ano passado.

"Nós remetemos todos os documentos ao Tribunal de Justiça para que ele autorizasse a apuração desse crime. Cerca de um mês depois, a gente recebeu um ofício do Ministério Público solicitando algumas diligências em relação ao primeiro caso de assédio. Que fossem ouvidas testemunhas e apontadas outras vítimas, caso tivesse, já que a própria vítima que registrou disse que tinha conhecimento que outras pessoas poderiam testemunhar ou apresentar outros casos", relata.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE