Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLÍTICA

Campanha ao governo servirá para mostrar erros de Taques, diz Antero

 
 -
O Marqueteiro de Mauro Mendes (DEM), Antero Paes de Barros garante que a campanha do candidato democrata ao governo será baseada em propostas. No entanto, promete elencar os equívocos do governador Pedro Taques (PSDB), colocado como principal adversário.

“A gente faz campanha baseada em propostas, o que não significa deixar de comentar o que precisa ser comentado da política. Não dá vida pessoal, o que precisa ser comentado sim. As coisas que estão erradas precisam ser mostradas. Até para facilitar a decisão do eleitor”, avalia Antero.

Essas possíveis irregularidades já foram elencadas por Mauro, antes mesmo da oficialização de sua candidatura. O democrata abordou temas sobre saúde, falta de recursos e a dívida que chegaria a R$ 4 bilhões após o tucano deixar o governo. Em resposta, o governador disse que o adversário desconhece Mato Grosso.

Em todo ano eleitoral e início de campanha, que neste ano começa a partir de 15 de agosto, os candidatos costumam fazer um pacto de não agressão. No entanto, com o esquentar do processo, as discussões acabam judicializadas, como acontece agora na pré-campanha.

Antero, que esteve à frente da campanha de Mauro, em 2012, e Emanuel Pinheiro, em 2016, ambos à Prefeitura de Cuiabá, lembra que os então candidatos não perderam nenhum tempo do horário eleitoral gratuito, ao contrário de seus adversários Lúdio Cabral (PT) e Wilson Santos (PSDB), respectivamente.

Estratégia

Sem dar munição aos adversários, Antero afirma que a estratégia da campanha de Mauro é simples, mostrar as ações enquanto prefeito de Cuiabá e seus projetos para Mato Grosso. “Trabalhar com a verdade e mostrar quem é Mauro Mendes”.

Antes da campanha de Emanuel ao executivo da Capital, o emedebista criticou Mauro acerca do seu distanciamento da população e não teria cheiro de povo. Na campanha, levou o mote da humanização.

Em relação a isso, Antero descorda alegando que as ações de Mauro na prefeitura foram humanizadas. Elenca os parques e o hospital São Benedito e as creches reformadas. “Tanto houve que Mauro saiu com 80% de aprovação popular. Ele se elegeu com menos de 60% dos votos e tinha 80% da aprovação. Muita gente que não havia votado nele reconheceu que ele fez grande mandato à frente da prefeitura”.

Tiro curto

Antero afirma que a campanha, com 35 dias de duração, não permitirá que o ex-prefeito percorra os 141 municípios. Até por isso, segundo o ex-senador, o democrata aproveita desde a pré-campanha para percorrer as cidades. “Precisará repetir nos polos. E fazer dentro do que é possível, porque vai ter agenda de debates, gravações rádio e TV, coisas que enxugam bastante essa disponibilidade”.


RDNews

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE