Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Morre comerciante pioneiro do conserto de rádios e Tvs em Barra do Garças

 
Faleceu no início da tarde de domingo (9/9) em Barra do Garças, o comerciante Alcir de Almeida Couto, 68 anos, proprietário da loja Eletro Rádio Tv da rua Mato Grosso ao lado do Mercado Popular. Alcir estava internado desde a semana passada em função da diabetes muito alta e mesmo internado no hospital ele teve dois infartos um no sábado na enfermaria e outro domingo mais intenso já na UTI e infelizmente não resistiu vindo a falecer.

Alcir se tornou comerciante ainda jovem. Filho de Albano de Almeida Couto e Orozina Martins de Moraes, ele abriu quando era garoto uma fábrica de colchões artesanais e depois fez um curso de radiotécnico e adquiriu a loja Eletro Rádio Tv, do irmão Adão de Almeida Couto.

Por mais de quatro décadas esteve atendendo a população na loja Eletro Rádio Tv e se tornou um dos radiotécnicos mais conhecidos da região. O comércio dele começou na antiga travessa da praça Sebastião Júnior e depois se mudou para rua Mato Grosso ao lado do Mercado Popular.

Morador antigo da rua Campo Grande ao lado do Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação na esquina com a rua 42. Ele era casado e deixa a esposa Maria Aparecida e três filhos de outros relacionamentos.

O corpo dele está sendo velado na Casa de Velório de Barra do Garças e o sepultamento será na tarde de segunda-feira. Ficam aqui as condolências aos familiares do Alcir principalmente aos irmãos que são muito conhecidos em Barra do Garças: o rádiotecnico Adão de Almeida Couto (que é pai do Ronaldo Couto); bancário aposentado Ademar de Almeida Couto; tenente aposentado Ladislau de Almeida Couto; comerciante Francisco de Almeida Couto (reside em Guarantã do Norte), e as irmãs Maria e Eva.

NOTA RONALDO COUTO - Descanse em paz, Alcir. Você fez a sua parte. Viveu de uma forma maravilhosa. Ajudou várias pessoas e sou grato pela oportunidade que você meu para trabalhar na sua oficina e foi lá que eu decidi seguir a carreira de comunicação em 1982. Vou sempre lembrar de você, do seu fusca 1983 e de sua generosidade com todos.

Vai com Deus meu tio e irmão Alcir de Almeida Couto!!!!



 

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE