Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Trump chama Fed de '''muito agressivo''' e diz que ainda tem '''muito mais a fazer sobre a China'''

Presidente dos EUA disse ainda que as pessoas na China viveram bem demais por muito tempo.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, renovou suas críticas ao Federal Reserve nesta quinta-feira (11), dizendo que a autoridade monetária está sendo "agressiva demais" em suas políticas e está cometendo um grande erro com taxa de juros.

O Fed está "cometendo um grande erro", disse Trump em entrevista ao programa "Fox & Friends".

O presidente norte-americano também afirmou que suas políticas econômicas e comerciais prejudicaram a economia da China e que ainda há muito mais que ele pode fazer.

"Eu tenho muito mais o que fazer", disse Trump em entrevista ao programa da Fox News, acrescentando que as pessoas na China viveram bem demais por muito tempo.

  • Efeito dominó derruba bolsas ao redor do planeta

Na véspera, Trump disse que o Fed "enlouqueceu", em um novo ataque contra a instituição e sua política de aumento progressivo das taxas de juros.

"Acho que o Fed está cometendo um erro. Acho que o Fed enlouqueceu (...). Realmente não concordo com isto", disse Trump, que habitualmente critica o Fed por sua política de aumentar gradualmente as taxas de juros.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE