Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Salão Arte Pará abre com exposição de 60 obras de 21 artistas em Belém

A exposição segue aberta para visitação gratuita até o dia 6 de Dezembro. Os povos indígenas são os destaques desta edição.

 

A 37ª edição do Arte Pará foi aberta oficialmente na noite desta quarta-feira (10), em Belém no Museu da Universidade Federal do Pará (UFPA). O salão apresenta cerca de 50 obras de 21 artistas. A exposição segue aberta para visitação gratuita até o dia 6 de Dezembro. Os povos indígenas são os destaques desta edição.

O eixo curatorial "Área Indígena" tem por objetivo partilhar a arte contemporânea com práticas visuais tradicionais. Segundo o curador Paulo Herkenhoff, a exposição visa preservar o patrimônio cultural indígena. Os artistas que fotografam indígenas e adeptos da arte socialmente engajada dialogam a sobrevivência dos povos indígenas. Edu Simões, João Farkas, Rogério Assis, Valdir Cruz, Claudia Andujar, Xadalu e Berna Reale, que fotografam povos indígenas, estarão trazendo reconhecimento da identidade indígena como parte integrante e ainda atuante na própria identidade brasileira.

Na programação o artista Xadalu, da etnia Guarani, fará uma interferência urbana em pontos estratégicos da cidade. No ano de 2004, o artista criou um adesivo de um simpático indígena e espalhou pelas ruas de Porto Alegre, depois, em cerca de 60 países.

“O que eu tento fazer lá no sul e trouxe pra cá é tentar trazer a questão do índio, do ser indígena na sociedade contemporânea do hoje. De como eles vem se deslocando, se inserindo no meio urbano e ao mesmo tempo em que ele se insere ele é reprimido com a invisibilidade”, disse o artista Xandalu.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE