Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Trump vai visitar Flórida e Geórgia após passagem de furacão Michael

Autoridades seguem alertando a população para inundações causadas pela tempestade.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (12) que tem a intenção de viajar na próxima semana aos estados de Geórgia e Flórida para avaliar em primeira mão a devastação causada pelo furacão Michael, que causou a morte de várias pessoas, segundo as últimas informações.

"As pessoas não têm nem ideia de quão devastadora foi a passagem do furacão Michael no grande estado de Geórgia. Visitarei tanto a Flórida como a Geórgia no início da semana que vem", afirmou Trump no Twitter.

  • Veja as imagens da destruição do furacão Michael na Flórida

Apesar de o Michael ter perdido força, as autoridades seguem alertando a população local do perigo que representam os ventos e as inundações causadas pela tempestade.

O Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos EUA alertou sobre "possíveis" inundações "entre moderadas e grandes" nas áreas afetadas, por isso pediu a seus moradores que estejam "preparados".

Furacão atinge a Flórida com ventos de até 250 km/h — Foto: Reprodução/JN Furacão atinge a Flórida com ventos de até 250 km/h — Foto: Reprodução/JN

Furacão atinge a Flórida com ventos de até 250 km/h — Foto: Reprodução/JN

Por sua vez, a Agência Federal para a Gestão de Emergências (FEMA, na sigla em inglês) assinalou que, após a passagem do ciclone, as autoridades de todos os níveis, desde o estadual ao federal, "coordenaram" suas respostas para iniciar os trabalhos de recuperação nas regiões atingidas.

Nesse sentido, Trump garantiu em seu tweet que as autoridades estão trabalhando "muito duramente nas regiões de cada estado que foram atingidas".

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE