Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Polícia prende dono da casa onde foi encontrado o assaltante suspeito de ferir policial com tiro

Na residência, após uma força tarefa, foram encontradas 2,144 kg de droga. Parte dela estava enterrada.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

As polícias Civil e Militar de Santarém, no oeste do Pará, prenderam nesta quarta-feira (7) o dono da casa onde foi encontrado Marcelo Brito Lima, de 23 anos, suspeito de ferir com um tiro no pescoço o sargento da reserva Carlos Pinto, na final da manhã de terça-feira (6), durante tentativa de assalto ao Comercial JM.

Marcelo, conhecido como “magrão”, morreu no início da tarde desta quarta-feira durante troca de tiros com a polícia. De acordo com o delegado Jair Assunção, o jovem havia disparado tiros contra polícia após ser localizado, para tentar fugir.

Marcelo Brito Lima, de 23 anos, suspeito de ferir com um tiro no pescoço um policial, morreu nesta quarta-feira (7) durante troca de tiros com a polícia — Foto: Divulgação/Redes sociais Marcelo Brito Lima, de 23 anos, suspeito de ferir com um tiro no pescoço um policial, morreu nesta quarta-feira (7) durante troca de tiros com a polícia — Foto: Divulgação/Redes sociais

Marcelo Brito Lima, de 23 anos, suspeito de ferir com um tiro no pescoço um policial, morreu nesta quarta-feira (7) durante troca de tiros com a polícia — Foto: Divulgação/Redes sociais

“Ele se apropriou de uma arma próxima ao sofá e desferiu tiros contra os policiais. Nesse momento, houve a intervenção, onde ele foi alvejado, conduzido de forma imediata pela polícia para o Hospital Municipal, mas não suportou aos ferimentos”, contou. Marcelo já tinha passagem pela polícia.

Na residência onde Marcelo foi encontrado, na Rua Resistência, grande área do Santarenzinho, as polícias encontraram 2,144 kg de drogas. Parte das drogas estava enterrada. “Os tablets maiores estavam enterrados no quintal, os menores já estavam em um saco plástico, dentro da residência, prontas para comercialização”, explicou o comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (3ºBPM), tenente coronel Aldemar Maués. A polícia também apreendeu uma arma calibre 32.

A polícia apreendeu drogas, celulares e outros objetos da residência onde Marcelo foi encontrado — Foto: Polícia Militar de Santarém A polícia apreendeu drogas, celulares e outros objetos da residência onde Marcelo foi encontrado — Foto: Polícia Militar de Santarém

A polícia apreendeu drogas, celulares e outros objetos da residência onde Marcelo foi encontrado — Foto: Polícia Militar de Santarém

O dono da casa, conhecido como “tiquinho”, de 22 anos, morava com a prima, uma adolescente, que também foi encaminhada para a delegacia. Segundo a polícia, ele havia saído da delegacia há uma semana. O jovem responderá por tráfico de drogas.

A polícia investiga a possibilidade de Tiquinho ser o jovem que pilotava a moto no momento do assalto, quando Marcelo Brito atirou contra o policial.

A polícia encontrou na casa do jovem de 22 anos, tablets de drogas enterrados e outros em um saco plástico — Foto: Polícia Civil de Santarém A polícia encontrou na casa do jovem de 22 anos, tablets de drogas enterrados e outros em um saco plástico — Foto: Polícia Civil de Santarém

A polícia encontrou na casa do jovem de 22 anos, tablets de drogas enterrados e outros em um saco plástico — Foto: Polícia Civil de Santarém

Após o ocorrido em frente ao comercial, foi montada uma força tarefa na tentativa de localizar os assaltantes, que durou dia e noite de terça (6). Nesta quarta (7), uma equipe da inteligência da polícia esteve nas ruas e confirmou a informação de onde estaria Marcelo.

“Ele já vinha praticando outros crimes. Até o momento, não tínhamos a localização dele, mas já tinha sido identificado e quando se trabalha de forma sigilosa, temos maior êxito na missão”, informou o delegado Jair Assunção.

O policial da reserva Carlos Pinto, que foi ferido, passou por cirurgia para retirada de projétil na manhã desta quarta-feira (7), no Hospital Regional do Baixo Amazonas.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE