Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Polícia Civil prende 17 suspeitos de crimes sexuais no Pará

A operação Reação cumpriu 16 mandados de prisão. Uma pessoa foi presa em flagrante.

 

A Polícia Civil divulgou na tarde desta sexta-feira (9) o resultado da operação Reação, que cumpriu 16 mandados de prisão no interior do Pará. A ação investigava casos de de violência doméstica contra a mulher e violência sexual. Segundo a polícia, uma pessoa ainda foi presa em flagrante suspeita de estupro. A operação foi executada pelas Superintendências Regionais e Delegacias da Mulher (DEAMs)

Do total de prisões, seis foram realizadas em municípios da região do Salgado, quatro presos em cidades da região Bragantina, duas na região do Xingu; duas prisões foram realizadas em Abaetetuba, outras duas em cidades paraenses da região do Marajó e outra prisão ocorreu em Marabá.

De acordo com a polícia, três das prisões ocorreram em Bragança por crimes de estupro de vulnerável praticado contra crianças. Segundo o inquérito, uma das vítimas foi abusada sexualmente dos 9 até os 11 anos de idade. A outra foi estuprada dos 6 até os 12 anos de idade pelo padrasto, que está foragido. A mãe da vítima também foi presa pelo estupro por omissão, pois sabia dos abusos. Além disso, a delegada responsável pelo caso, Luciana Tunes, explicou que a mãe coagiu a própria criança para que não acusasse o padrasto, caso contrário, mataria os irmãos da criança e depois se mataria.

De acordo com a polícia, todos os presos foram encaminhados para o sistema penitenciário e estão à disposição da justiça. A Deam segue investigando outros casos de violência doméstica e sexual nas regiões onde houve prisões.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE