Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Ex-PM é absolvido em caso de tentativa de homicídio na Sacramenta

Segundo o Júri, Adilson Cleison Rodrigues Santos teria agido em legítima defesa contra Robson Farias Gonçalves. A decisão ainda cabe recurso.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

Um ex-soldado da Polícia Militar acusado de tentativa de homicídio foi absolvido na última terça-feira (4) pelo 2° Tribunal do Juri de Belém. A decisão, dada pela maioria de votos dos jurados, acolheu a argumentação da defesa do réu, que alegou que Adilson Cleison Rodrigues Santos teria agido em legítima defesa contra Robson Farias Gonçalves. A acusação ainda pode recorrer do resultado.

O crime aconteceu em abril de 2015. De acordo com o depoimento das partes, Adilson teria teria dispejado uma sobra de entulho de uma obra perto do canal São Joaquim, na Sacramenta. Por causa disso, Robson questionou o ex-PM e iniciou uma discussão. Algumas horas depois, Adilson foi até a casa de Robson e disparou contra ele. A vítima foi socorrida e submetida a cirurgia para retirada dos projéteis, ficando com sequelas permanentes no braço e perna.

De acordo com a defesa de Adilson, ele agiu para se protejer. Segundo o defensor público, O ex-militar atirou contra Robson por acreditar que o homem portava arma em uma das mãos. A promotoria disse que essa argumetação é um equívoco e que os jurados erraran votar contrários à prova dos autos.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE