Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Evento na planta da Albaugh em Resende-RJ apresenta novo fungicida a pesquisadores

 
 -

Empresa busca liderança do mercado de fungicidas protetores à base de cobre; nos ensaios a campo, produto elevou a produtividade da soja em 10%

 

 A Albaugh apresentou hoje a um grupo de consultores e pesquisadores do agronegócio o novo fungicida Reconil®, para soja. O evento, realizado na planta industrial da Albaugh de Resende (RJ), reuniu também a liderança da empresa no Brasil. A agenda privilegiou as avaliações de desempenho do novo produto que foram realizadas na etapa pré-lançamento. De acordo com a Albaugh, Reconil® foi testado com sucesso em 12 estados da fronteira agrícola da oleaginosa.

 

Posicionada entre as empresas que mais crescem no mercado brasileiro de agroquímicos, a Albaugh desenvolveu Reconil® para controle da doença Cercospora kikuchii. O fungicida, destaca a empresa, poderá também ser aplicado integrado a sistemas de manejo de doenças de final de ciclo da soja.

 

O encontro de Resende incluiu ainda um tour guiado pela planta industrial, que segundo a Albaugh conta com a maior capacidade instalada do mundo para produzir defensivos agrícolas à base de cobre. Participaram da reunião pesquisadores da Fundação Chapadão (MS), do ICIAG - Instituto de Ciências Agrárias (MG) e das empresas de consultoria Agrodinâmica, Assist, Campos Pesquisa Agrícola, CRW, CTPA, FMT, Iphytys e Tagro.

 

Durante o evento, o presidente da Albaugh Brasil, Renato Seraphim, assinalou que a chegada de Reconil® irá acelerar o planejamento da empresa na sojicultura. A Albaugh, revelou ele, quer ocupar a fatia de 50% do mercado de fungicidas protetores à base de cobre. Seraphim disse que o crescente número de casos de resistência dos fungos às moléculas de fungicidas sistêmicos, tornou os fungicidas à base de cobre “indispensáveis ao produtor de soja”.

 

Diretor comercial e de marketing da Albaugh, o engenheiro agrônomo Paulo Tiburcio acrescentou que a Albaugh planeja entregar nos próximos anos a linha de fungicidas cúpricos mais eficaz do mercado, reforçada pela alta bioatividade do composto íon-cobre. “Trata-se de um novo conceito, ao qual chamamos Hi-Bio, que se encontra em fase de registro nos órgãos reguladores”, adiantou Tiburcio.

 

Já o gerente de marketing da empresa, Daniel Friedlander, ressaltou a alta tecnologia que marca a ação do novo fungicida na lavoura. “Reconil® é um exemplo de que o produtor de soja hoje dispõe de agroquímicos pós-patente com a mesma qualidade e eficiência das ‘especialidades’”, frisou o executivo.

 

Responsável pela condução dos testes a campo de Reconil® na etapa pré-lançamento, o engenheiro agrônomo Reginaldo Sene, head de portfólio e desenvolvimento da Albaugh, enfatizou que o novo fungicida superou o desempenho do chamado tratamento padrão do produtor em 70% dos testes realizados. “Com Reconil®, houve aumento de produtividade da ordem de 10% na maior parte dos campos demonstrativos”, observou Sene.

 

Fundada nos Estados Unidos em 1979, a Albaugh é uma empresa presente em 4 continentes, com 3 mil colaboradores. A companhia produz e distribui um amplo portfólio de agroquímicos genéricos, voltados às principais culturas agrícolas. Ancorada na oferta de insumos de alta qualidade a preços atrativos, a Albaugh está revolucionando o mercado de agroquímicos genéricos. Sua marca já é percebida no Brasil como parceira estratégica da rentabilidade do agricultor.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE