Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Contra o preconceito, bloco '''Mana Gorda''' vai as ruas da Cidade Velha,em Belém

A ideia surgiu através de quatro microempresárias e tem como objetivo quebrar os padrões de beleza colocados pela sociedade.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

O bloco “Mana Gorda” foi até as ruas da Cidade Velha, em Belém neste domingo (10) em combate ao preconceito sofrido pelas pessoas que estão acima do peso, a chamada "gordofobia". A ideia surgiu através de quatro microempresárias e tem como objetivo quebrar os padrões de beleza colocados pela sociedade.

Segundo Tuane Valente, uma das organizadoras, o histórico de luta do movimento se baseia em ações de reivindicações de políticas públicas para tirar as mulheres gordas de uma exclusão. A empresária conta que antes mesmo de colocar o bloco nas ruas, a página criada para a divulgação nas redes sociais foi bombardeada de comentários negativos, mas isso não fez a força das mulheres enfraquecer. A luta do grupo pela igualdade dos corpos foi o que motivou todas a seguirem com a ideia.

Amigos, famílias tambén se juntaram no bloco — Foto: Arquivo pessoal/Tuane Valente Amigos, famílias tambén se juntaram no bloco — Foto: Arquivo pessoal/Tuane Valente

Amigos, famílias tambén se juntaram no bloco — Foto: Arquivo pessoal/Tuane Valente

“O intuito é levar as mulheres gordas, para o carnaval da maneira que elas queiram estar vestidas. Sofremos muitos preconceitos por causa do nosso físico e o bloco Mana Gorda veio para reafirmar, mais uma vez, que não existe padrão estético ou corporal", diz a empresária.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE