Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Treinador de futebol e outros dois homens são presos por estupro de crianças e adolescentes no PA

Os três homens foram indiciados em inquéritos por crimes sexuais contra menores de idade em Barcarena, nordeste do Pará.

 

Um treinador de futebol e outros dois homens foram presos por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca) em cumprimento a mandados de prisão preventiva na última quinta (7) e sexta-feira (8). Os três foram indiciados em inquéritos pela autoria de crimes sexuais contra menores de idade na cidade de Barcarena, nordeste do Pará.

De acordo com a Polícia Civil, o treinador de futebol é acusado de usar a profissão para aliciar adolescentes do sexo masculino em troca de atos sexuais. Após ser denunciado pelas vítimas, o suspeito foi investigado e, por meio de provas coletadas ao longo do inquérito, teve o mandado de prisão decretado pela Justiça.

No computador e no celular do treinador foi encontrado um vasto material pornográfico envolvendo adolescentes, além de diversas conversas do treinador com atletas, comprovando a prática do crime de favorecimento de exploração sexual. As investigações mostraram que ele oferecia uniformes, tênis, dinheiro e até posições de destaque em seu time em troca de atos sexuais.

O outro preso é suspeito de cometer os estupros de cinco menores de 14 anos do sexo feminino. Com base nas provas obtidas durante as investigações, a Deaca solicitou à Justiça a prisão do acusado, que foi indiciado por estupros de vulneráveis majorados, por conta da proximidade entre o preso e as vítimas, que atualmente têm entre 5 e 24 anos - menor de 14 anos na época do delito.

A Daeca cumpriu ainda mandado de prisão contra um terceiro homem, por estupro majorado por omissão, ou seja, ele sabia dos crimes sexuais contra a vítima, mas nada fez para impedir. O homem é acusado de praticar o estupro de uma menor de idade, que, em decorrência do crime, engravidou.

Os três já estão recolhidos, à disposição da Justiça de Barcarena.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE