Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Cachorro policial encontra porco-espinho durante perseguição nos EUA e acaba espetado

Pastor alemão teve mais de 200 espinhos presos na face, inclusive no céu da boca e perto do olho esquerdo. Procedimento para retirada demorou quase duas horas.

 
 -   /
/ /

O pastor alemão Odin, da polícia de Coos County, no Oregon (Estados Unidos), ficou com mais de 200 espinhos presos na face após encontrar um porco-espinho no meio de uma perseguição policial. Segundo as equipes que cuidam do cachorro, ele passa bem.

Odin participava de operação no sábado (20) para prender um homem procurado por suspeita de ter cometido diversos crimes – a polícia não detalhou quais. No meio do caminho, ele encontrou o porco-espinho. Os policiais não disseram se os dois animais brigaram ou se apenas um deles atacou.

Logo depois do incidente, os policiais levaram Odin ao veterinário. Havia espinhos no céu da boca e dois muito perto do olho esquerdo do cachorro, disse o capitão Gabe Fabrizio à agência Associated Press.

"Esse cachorro é super motivado e tem muita energia. Eu não consegui pará-lo", disse o capitão Fabrizio, que acrescentou que Odin "é um bom garoto".

O cão precisou ser sedado e passar por duas horas de tratamento para remover os mais de 200 espinhos. O procedimento foi um sucesso, e Odin não terá sequelas.

O homem alvo da perseguição, identificado como Devin Wilson, conseguiu fugir. A polícia de Coos County ainda o procurava até esta terça-feira (23). O porco-espinho envolvido na confusão também não foi encontrado, e não há informação sobre o estado de saúde do animal.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE