Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Pará é o estado com a maior queda na produção industrial no mês de março

Menor produção mineral puxa queda de 11% na indústria paraense, mas produção de madeira, siderúrgicas e papel também influenciaram redução.

 
 -   /
/ /

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira (8) mostram que o Pará foi o estado que registrou a maior queda na produção industrial do mês de março deste ano. A redução de 11,3% foi causada, principalmente, pela queda na produção de minério de ferro.

Para Bernardo Almeida, gerente da pesquisa mensal do IBGE, como o minério de ferro representa 86% do total da produção da indústria paraense, oscilações nesta indústria específica, afetam a economia do estado.

“Por conta da alta concentração nessa atividade, o resultado no Estado fica vulnerável a oscilações na produção”, explica o técnico.

Mesmo que outras industriais tenham registrado maior redução percentual da produção industrial, a área que impacta mais nos dados do Pará ainda é a mineral.

Desde 2017, a indústria do Pará acumulava altas consecutivas de 10,3% e de 9,6% de crescimento. Segundo os técnicos do IBGE, os aumentos recentes haviam sido impulsionados pela ampliação de plantas industriais, que aumentaram a produção do minério de ferro. Mas em março deste ano a queda de 0,7% nessa produção afetou toda a cadeira industrial do Pará.

Também influenciou a redução da produção paraense a queda nas indústrias madeireira, com 12,1% de redução; metalúrgica, que registrou queda de 15,9%; e ainda a menor produção de papel e celulose que esteve 17,4% menor este mês.

Ainda de acordo com Bernardo Almeida, as taxas elevadas de desemprego e a instabilidade polícia que afasta investidores e traz cautela aos consumidores estão entre as causas da redução.

Depois do Pará, a Bahia, com redução de 10,1%, o Mato Grosso, com queda de 6,6% e o estado de Pernambuco com queda de 6% na produção industrial são os que registraram os piores índices

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE