Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Conselho Municipal espera início de atendimento da Delegacia da Pessoa Idosa em até 60 dias

Órgão deve funcionar, primeiramente, em centro de conciliação do Fórum de Santarém. Depois, com a contratação de pessoal, deve ser remanejado à UIPP da Nova República.

 
 -   /
/ /

Falta pouco tempo para que os idosos de Santarém, no oeste do Pará, tenham atendimento especializado contra crimes e violência. Quem garante é o advogado e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI), Murilo Reis Sena, que espera que a Delegacia da Pessoa Idosa no município comece a atender em, no máximo, 60 dias.

O órgão já tem o delegado Eduardo Simão à frente e um local disponível para funcionar: a Unidade Integrada Propaz (UIPP) do bairro Nova República. Mas para que o atendimento possa ser pleno, a delegacia ainda necessita de contratação de pessoal, o que no momento é um entrave.

De acordo com Reis, os atendimentos devem começar no centro de conciliação do Fórum local e depois a delegacia seria transferida oficialmente para a UIPP.

  • UIPP Nova República terá atendimento especializado em casos de violência contra o idoso

“O que nos ainda falta é uma equipe de apoio. Não basta apenas o delegado, precisamos de escrivão, de secretários, de policiais civis. O que vamos fazer é amadurecer a ideia e tentar iniciar os trabalhos utilizando o centro de conciliação do Fórum. Então vamos tentar busca-lo para dar andamento ao atendimento à pessoa idosa”, explicou Murilo Sena.

“Não podemos mais deixar esse tempo passar. É uma luta muito antiga e agora é o momento de fazermos funcionar”.

Advogado Murilo Reis (ao centro, em pé) preside o Conselho Municipal do Idoso em Santarém — Foto: Geisa de Oliveira/Ascom Semtras Advogado Murilo Reis (ao centro, em pé) preside o Conselho Municipal do Idoso em Santarém — Foto: Geisa de Oliveira/Ascom Semtras

Advogado Murilo Reis (ao centro, em pé) preside o Conselho Municipal do Idoso em Santarém — Foto: Geisa de Oliveira/Ascom Semtras

Com prazo para iniciar no mês de julho, os atendimentos especializados aos idosos foram tema de reunião no Ministério Público Estadual, ainda em fevereiro. De janeiro a outubro de 2018, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) identificou 77 casos de violência contra idosos.

O crescente número de casos de maus tratos e estelionatos praticados contra idosos levou a 11ª promotoria de justiça de Santarém a tratar da implantação de delegacia ou serviço especializado nesse tipo de atendimento em caráter de urgência.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE