Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

GERAL

Homem é acusado de matar e beber sangue de vítima

 
A Polícia Civil do Distrito Federal procura um homem acusado de cometer ao menos um assassinato e beber o sangue da vítima ainda quente, em suposto ritual de magia negra. O caso macabro foi descoberto na tarde desta terça-feira (14/05/2019), no Itapoã.

O corpo de um homem foi encontrado dentro de uma manilha por investigadores da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá). O suspeito foi identificado, mas fugiu do local após o crime.

De acordo com as investigações, o autor do homicídio matou a vítima, Heraldo José de Carvalho, 43 anos, a golpes de facão, bebeu o sangue e jogou o corpo em uma tubulação que possui cerca de um metro de diâmetro.

Foi necessária uma operação de resgate para retirar o cadáver da galeria de águas pluviais. Os investigadores passaram a tarde no local, acompanhando o trabalho do Instituto de Criminalística (IC).

Segundo os peritos, Heraldo morava próximo do criminoso e foi morto por não ter cumprido um acordo. Ele deveria ter construído uma cerca para o suspeito, que, em troca, lhe daria duas pedras de crack.

Sacrifício animal

Quando os policiais chegaram ao local onde o autor do crime morava, encontraram vários animais mortos, como cães e gatos. “Conversamos com algumas testemunhas, inclusive com a mulher da vítima que foi assassinada. Ela contou que o homem costumava beber o sangue dos animais em supostos rituais de magia negra”, afirmou a delegada-chefe da 6ª DP, Jane Klebia.


Metrópoles

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE