Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Internacional

Coreia do Norte: seca poderá agravar escassez de alimentos

 
O jornal do partido governista da Coreia do Norte informa que o volume de chuva, o menor registrado no país desde 1917, poderá agravar a escassez de alimentos.

Citando um especialista em meteorologia, a edição de hoje (17) do jornal Rodong Sinmun diz que a média de precipitação pluviométrica no país foi de apenas 56,3 milímetros entre o dia 1º de janeiro e 15 de maio. O número equivale a cerca de 40% do nível normal.

O especialista acrescentou que não irá chover o suficiente para superar a estiagem, e que as atuais condições meteorológicas poderão continuar até o início de junho.

O Programa Mundial de Alimentos anunciou, em relatório divulgado este mês, que a colheita do ano passado na Coreia do Norte foi a pior em 10 anos.

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, vem dando indicações de que um auxílio em alimentos deve ser oferecido à Coreia do Norte, apesar da estagnação das conversações sobre a desnuclearização do país.

A iniciativa de Moon poderá, no entanto, enfrentar oposição, uma vez que Pyongyang reiniciou recentemente o lançamento de mísseis balísticos, violando resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas.

Edição: - Tags: Coreia do Norte seca alimentos escassez

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE