Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

REGIONAL

Duas feiras livres serão construídas em Sinop

 
 -   /
/ /
A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) protocolou junto à Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), através de um convênio com o Ministério da Integração Nacional, o projeto para a construção de duas feiras livres para comercialização da produção agrícola e artesanal dos feirantes de Sinop. Elas custarão, aproximadamente, R$ 2.170.000,00, e serão construídas nas rotatórias P-09, entre as avenidas dos Jatobás e das Sibipirunas, P-23, entre as avenidas dos Ingás e das Palmeiras. A viabilização dos recursos foi intermediada pelo senador Wellington Fagundes (PR).

Para o secretário Billy Dal Bosco, a feira vai incentivar o produtor rural e fomentar a produção. "O produtor rural merece, no mínimo, a assistência técnica e gratuita. No entanto, temos que fazer muito além, que é fomentar a produção e aumentar a produtividade. Quanto mais condições de produção tiverem, maior será a rentabilidade. O município só tem a ganhar", ressaltou. Serão beneficiadas com o espaço mais de 15 entidades, entre associações e cooperativas rurais, e a Associação dos Feirantes de Sinop (FES), que reúne atualmente 80 associados que trabalham em feiras livres e itinerantes.

Em Sinop, em termos da agricultura familiar, um dos grandes focos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que envolve a pasta da Agricultura, e da administração Rosana Martinelli, a cidade também é destaque no cenário estadual. Hoje, é a primeira produtora de bananas, com 6,462,050 toneladas por mês, o segundo maior de mamão, com 801,500 toneladas, o segundo de tangerina (91 ton), o terceiro de limão (86,1 ton), entre outros alimentos que servem à mesa do sinopense e da região.

No atual governo municipal, diferentes ações vêm sendo realizadas com o propósito de apoiar o setor produtivo familiar. No mês de dezembro do último ano, por exemplo, duas patrulhas mecanizadas para uso pelas entidades rurais Associação Comunitária Rural Nova Esperança e a Cooperativa Coopernop foram entregues. Os materiais chegaram ao município por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, através de emendas parlamentares dos deputados Ságuas Moraes e Nilson Leitão. 

De acordo com a prefeita, a patrulhas visam fomentar a prática e atuação da agricultura familiar pelas entidades que estão envolvidas diretamente com este trabalho e, dele, retiram o sustento de várias famílias. “É uma ajuda muito grande para as comunidades. Essas patrulhas vão melhorar e dar condições para que essas comunidades possam trabalhar. Nossas comunidades são muito bem organizadas e essas são as duas primeiras patrulhas que estamos entregando”, destacou a prefeita. 


Da assessoria


 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE