Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Cantora paraense Keila Gentil lança single '''Brega Doido''' nesta sexta-feira

A faixa é a primeira faixa do seu álbum Malakan que foi dirigido pela própria cantora. Com sonoridade sintética e envolvida pelos vocais elétricos da artista, a música exala um clima descontraído e tropical

 
 -   /
/ /

A cantora paraense Keila Gentil lançou nesta sexta-feira (12), o single ‘Brega Doido’. A música é a primeira faixa do seu álbum Malakan que foi dirigido pela própria cantora. Com sonoridade sintética e envolvida pelos vocais elétricos da artista, a música exala um clima descontraído e tropical, com a fórmula de um hit genuinamente paraense e pra lá de dançante.

“Tava brincando no celular sem compromisso, fiz uma harmonia, uma levada de tecnobrega e aí veio a melodia, de repente pensei um refrão forte. Isso me fez pensar em como o paraense trabalha o tecnobrega, aquela coisa que é produzida com pouca tecnologia, pouco recurso, pensando só na diversão. Esse é o caminho do tecnobrega, da produção até o consumo”, comenta Keila.

Na próxima semana o clipe oficial da música será lançado. Segundo a cantora, ainda revela alguns detalhes de Malaka, destacando que a ideia do disco é ser um link do Tecnobrega com a sonoridade de outras periferias.

No primeiro single do novo trabalho, Keila traz para si uma nova a responsabilidade. Entre um beat e outro, o visual gangsta pop do clipe reforça a atitude. Ainda segundo a cantora se em Malaka a ideia é fazer ritmos paraenses dialogarem com hits da periferia de todo o Brasil, 'Brega Doido' começa a conversa com o autêntico tecnobrega, que em outras faixas do disco se comunica facilmente com batidas de ritmos como o ragga, o afrobeat e até do funk carioca.

Carreira

Keila começou como solista no coral infantil da igreja. Aos 13 anos, ingressou em um coral juvenil lírico do Estado e também sempre esteve envolvida com grupos de dança, tendo como grande paixão a dança de rua. Aos 15 anos começou a cantar em barzinhos da noite paraense. Aos 17 anos, já tinha tocado em várias bandas locais e recebeu o convite para assumir os vocais da Gang do Eletro.

Keila também é atriz e participou do filme Órfãos de Eldorado, de Guilherme Coelho, e foi coadjuvante no longa Para Ter Onde Ir, de Jorane Castro, que rendeu um prêmio de melhor atriz coadjuvante pelo festival Guarnicê e melhor atriz. Além disso, atuou no curta Encantada do Brega e protagonizou o 5º episódio da websérie Sampleados, que é sucesso de visualizações na internet.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE