Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Operação contra grupo militante islâmico deixa mortos na Somália

Forças de segurança do país agiram contra militantes que no dia anterior atacaram hotel na cidade portuária de Kismayo com carro-bomba.

 
 -   /
/ /

A operação contra um grupo militante islâmico que atacou com um carro-bomba um hotel na cidade portuária de Kismayo, no sul do país, na última sexta-feira (12), deixou dezenas de mortos e feridos.

"Vários homens armados entraram no [hotel], mas as forças de segurança responderam e começaram a lutar com os terroristas dentro do prédio", informou Abdiweli Mohamed, funcionário da segurança local.

Segundo Ahmed Madobe, presidente do Estado Jubbaland, na região sul da Somália, onde está situada Kismayo, um balanço aponta que 26 pessoas foram mortas e 56 ficaram feridas. Entre os mortos estão um queniano, três tanzanianos, dois americanos e um canadense. Dois chineses estão entre os feridos. A apresentadora de televisão somali-canadense Hodan Nalayeh morreu no atentado.

Ataque a hotel na Somália deixa 26 mortos

Ataque a hotel na Somália deixa 26 mortos

Os quatro suspeitos de participarem da ação terrorista foram mortos a tiros.

De acordo com várias fontes locais, no momento do ataque estavam hospedados no hotel empresários e políticos que foram à cidade para a preparação das eleições presidenciais na região semi-autônoma de Jubaland, prevista para o final de agosto.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE