Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Atividades operacionais da penitenciária de Santarém estão sob intervenção federal

Não houve mudança na coordenação local, mas um fato que tem preocupado os servidores é o desligamento de agentes antigos.

 
 -   /
/ /

O Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura, em Santarém, oeste do Pará, está sob intervenção federal desde a tarde de segunda-feira (12). A coordenação local não passou por mudança, continua sob o comando der Vianey Lira, mas as atividades operacionais estão sob controle de agentes penitenciários federais.

O grupo de cerca de 20 agentes do último processo seletivo com contrato determinado de dois anos está sendo treinado, inclusive para o uso de armamento, para entrar em atividades em breve, no Crashm.

Servidores e administração da casa penal estão preocupados com o fato dos agentes mais antigos estarem sendo desligados. Segundo informações obtidas pelo G1, os contratos têm sido rompidos.

Procedimentos hoje adotados na penitenciária poderão mudar, inclusive com agentes usando armamento na circulação interna. Isso é visto com preocupação, pois são os que têm contato direto com os internos, o que na opinião dos mais antigos, aumentaria o risco maior de vida e possibilidade de se tornarem reféns.

As atividades de socialização e educativas estariam suspensas. A escola da penitenciária que estava com atividades suspensas desde o começo do mês por medida de segurança, havia retomado as atividades na segunda, mas com o início da intervenção, o coordenador da escola, que era agente da penitenciária foi desligado. Assim, dezenas de internos seguem sem aulas e não há previsão para a retomada das atividades.

Atualmente, não há no Crashm nenhum agente com perfil para a educação prisional e há necessidade de pelo menos mais dois para o apoio às atividades da escola. A informação é de que deverão ser definidos novos agentes para essas funções, mas a direção da casa penal vê com preocupação em razão da necessidade de preparo e perfil pedagógico.

O funcionamento da escola envolve o Sistema Penitenciário (Susipe), Vara de Execução Penal, Secretaria Municipal de Educação de Santarém (Semed) Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE