Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Justiça concede liberdade a advogado que atropelou e matou vendedor de pamonhas, em Santarém

Raimundo Nonato Amaral Lima ofereceu um imóvel no valor de R$ 400 mil como garantia, mas teve suspensa a habilitação e o direito de dirigir.

 
 -   /
/ /

Foi solto na sexta-feira (6), o advogado Raimundo Nonato Amaral Lima, de 60 anos, que atropelou e matou o vendedor de pamonhas Emerson de Oliveira Cardoso, de 24 anos, em um acidente de trânsito ocorrido no dia 1º de setembro em Santarém, no oeste do Pará.

O advogado estava preso em uma cela especial na penitenciária Sílvio Hall de Moura desde o resultado da audiência de custódia, quando o juiz Alexandre Rizzi, da 1ª Vara Criminal, arbitrou fiança de R$ 100 mil.

Para responder ao processo em liberdade, Raimundo Nonato deu como garantia um imóvel no valor de R$ 400 mil. O advogado vai responder pelos crimes de homicídio culposo com agravante de embriaguez ao volante e também por dano ao patrimônio público, já que no momento da batida, danificou um poste de sinalização semafórica.

Na decisão assinada pelo juiz Rômulo Nogueira de Brito, foram fixadas medidas cautelares que deverão ser cumpridas pelo advogado na liberdade provisória:

  • Proibição de ausentar-se da Comarca sem autorização do juízo por mais der 15 dias.
  • Impossibilidade de viajar ao exterior, devendo entregar passaporte nesta Secretaria, salvo se não possuir o documento, no prazo de 48 horas.
  • Proibição de ingerir bebida alcoólica, bem como frequentar bar, boates ou estabelecimento congênere.
  • Determinação de comparecimento mensal no Fórum, para justificar atividades.
  • Suspensão da habilitação e do direito de dirigir qualquer veículo automotor até decisão posterior, devendo o autuado entregar seu documento de habilitação na secretaria da 1ª Vara Criminal no prazo de 48 horas.

O acidente

Emerson morreu ainda no local do acidente — Foto: Reprodução/Redes sociais Emerson morreu ainda no local do acidente — Foto: Reprodução/Redes sociais

Emerson morreu ainda no local do acidente — Foto: Reprodução/Redes sociais

O acidente que vitimou Emerson Oliveira aconteceu na noite de domingo (1º), na Av. Cuiabá, em frente ao escritório regional da Cosanpa. O advogado estava alcoolizado e além de atropelar e matar o jovem, atingiu um veículo de passeio que estava parado no semáforo.

A vítima foi arremessada cerca de 20m do local da batida. Uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) ainda tentou reanimá-lo, mas o jovem estava sem vida. Emerson vendia pamonhas em frente ao terminal rodoviário.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE