Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Ex-prefeito de Conceição do Araguaia, no PA, é investigado por lavagem de dinheiro e concussão

Valter Peixoto e o primo Divino Peixoto teriam recebido R$50 mil de uma empresa responsável por obras na rodovia PA-150, segundo denúncia do Ministério Público.

 

O ex-prefeito de Conceição do Araguaia, sudeste do Pará, Valter Rodrigues Peixoto, e o primo dele, Divino Peixoto, são alvos de uma denúncia do Ministério Público do Pará (MPPA) pelos crimes de lavagem de dinheiro e concussão - ato de obter vantagem indevida pelo cargo ou função.

A promotoria aponta que eles teriam exigido mais de R$50 mil de uma empresa responsável pelas obras da rodovia PA-150. O G1 tenta contato com os investigados, mas ainda não obteve retorno.

Segundo a denúncia, o ex-prefeito, eleito em 2012, e o primo teriam pedido o dinheiro em troca de não prejudicar os serviços de recuperação e pavimentação do trecho da rodovia entre Redenção e Xinguara. A Justiça recebeu a denúncia.

O promotor Alfredo Martins de Amorim disse que foi comunicado do caso pelo empresário, que afirmou ter feito depósitos e transferências em três parcelas. Segundo ele, o caso ocorreu em 2010, quando Valter Peixoto ocupava cargo de fiscal de contratos da Secretaria de Estado de Transportes (Setran) e fazia mediação dos serviços.

O MPPA solicitou a quebra do sigilo bancário e fiscal dos investigados, da empresa e e do sócio. A análise confirmou os depósitos e transferências, segundo o MPPA.

Valter Peixoto, de acordo com as investigações, recebeu depósitos de cheques e transferências no valor de R$40 mil e o Divino Peixoto, R$12.500.

A denúncia foi oferecida à Vara Criminal de Conceição do Araguaia. Se condenados, o ex-prefeito e o primo podem cumprir pena prevista de 2 a 8 anos de prisão por concussão, e de 3 a 10 anos por lavagem de dinheiro.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE