Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Chitãozinho e Xororó comemoram 50 anos de carreira em 2020 com novo CD, livro e até quadrinhos

Em entrevista ao G1, Chitãozinho falou pela 1ª vez sobre as festividades de meio século, confirmou nova turnê e comentou a atual fase da dupla, com 4 tipos de shows diferentes.

 
 -   /
/ /

Do primeiro "galopeira" em 1970 até serem ovacionados em arenas de todo o país quando entoam o hit elevado a hino nacional "Evidências". Reconhecida como o maior nome da história da música sertaneja, a dupla Chitãozinho e Xororó sobe em 2020 o 50º degrau da carreira e atinge uma marca alcançada por poucos artistas no Brasil. Para celebrar os 50 anos de música, os cantores preparam um pacote de comemorações que inclui um novo álbum e o lançamento de produtos inéditos sobre os músicos: revista, livros e até uma história em quadrinhos.

Em entrevista ao G1, Chitãozinho comentou pela primeira vez sobre o que a dupla pretende para a comemoração dos 50 anos de carreira. Sem adiantar os detalhes, que serão explicados em uma coletiva de imprensa ainda sem data para acontecer, o cantor afirmou que ele e o irmão Xororó vão esperar ter um descanso da rotina de shows para fazer as reuniões que vão fechar o cronograma das festividades.

"Tem muitas coisas que a gente está planejando para lançar. Tem gravação, disco novo, revistas, livros, uma série de coisas. Também teremos histórias em quadrinhos. Os fãs terão bastante material para aproveitar. O nosso próximo assunto das reuniões será o planejamento dos 50 anos”, revelou.

A comemoração ainda vai contar com uma nova turnê com arranjos e instrumentos diferentes. "A gente está pensando em montar um novo show, que vai ser complementar a nossa agenda normal, com arranjos diferentes, com cordas, metais, orquestra maior, será uma coisa mais classuda”, explicou.

Chitãozinho, da dupla com Xororó, canta no palco Arena em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1 Chitãozinho, da dupla com Xororó, canta no palco Arena em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1

Chitãozinho, da dupla com Xororó, canta no palco Arena em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1

Quatro tipos diferentes de show

A comemoração dos 50 anos de carreira segue a tradição escrita pela dupla em 2010, quando os irmãos comemoraram quatro décadas de sucesso e lançaram três álbuns especiais: um com a nova geração do sertanejo, outro com artistas contemporâneos do gênero e o último ao lado da Orquestra Bachiana Filarmônica, com participações de cantores de outros estilos da música brasileira.

Paranaenses de Astorga e moradores de Campinas (SP) desde a década de 1980, Chitãozinho e Xororó são alguns dos recordistas de vendas de álbuns no Brasil, com 37 milhões de cópias vendidas. A dupla ainda tem no currículo quatro Grammys Latinos, além de diversos discos de ouro, diamante e platina. Os artistas foram os responsáveis por abrir as portas das rádios FM para o sertanejo.

Atualmente, os sertanejos têm quatro formatos diferentes de shows. Além da turnê "Evidências", a tradicional apresentação da dupla e que desembarca no Rodeio de Jaguariúna nesta sexta-feira (13), eles estão na estrada com o "Clássico", ao lado de Bruno e Marrone; o "In Concert", com o pianista e maestro João Carlos Martins; e o mais novo projeto, que emocionou todos os fãs do gênero em um resgate aos anos 1990: a turnê "Amigos 20 anos – a história continua", com Zezé di Camargo & Luciano e Leonardo.

“Nós estamos atravessando uma fase muito impressionante, trabalhando muito e prestando muita atenção, porque são repertórios diferentes. Acho que só com a experiência que a gente adquiriu com todos esses anos de carreira que nos faz conseguir levar os quatro shows numa boa”, afirmou Chitãozinho.

Xororó, da dupla com Chitãozinho, agita o público em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1 Xororó, da dupla com Chitãozinho, agita o público em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1

Xororó, da dupla com Chitãozinho, agita o público em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1

Até onde vai o 'Amigos'?

O quinteto, que, ao lado de Leandro - morto vítima de um câncer em 1998 -, marcou para sempre a história da música sertaneja com quatro especiais na TV Globo de 1995 a 1998, retornou aos palcos em julho deste ano para realizar pela primeira vez uma turnê juntos pelo Brasil. Em 2019, os artistas ainda vão se apresentar em Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e Fortaleza, e já estão fechando o cronograma de shows para 2020, com o encerramento em São Paulo (SP), no dia 8 de agosto.

“Vai ser o ano todo que estaremos viajando, uma sequência para o ano que vem, porque o Brasil é muito grande, são muitas cidades que a gente pode visitar. A programação do ano que vem ainda está sendo feita, mas acredito que Goiânia, Curitiba e Cuiabá irão receber os shows. Terminando os shows, a turnê termina, porque já comemoramos bastante”, brincou.

No último sábado, as duas duplas e Leonardo se apresentaram no Allianz Parque, em São Paulo, mesmo local do show de encerramento da turnê em 2020, e levaram as 55 mil pessoas presentes ao delírio. “Foi a primeira vez que a gente viu um estádio completamente lotado, todos os ingressos esgotados, os alimentos e bebidas acabaram todos e a gente bateu o recorde de todos os shows no Allianz Parque. Isso mostra que a música sertaneja está com força total”, completou Chitãozinho.

Chitãozinho & Xororó, Zezé Di Camargo & Luciano e Leonardo se apresentam em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1 Chitãozinho & Xororó, Zezé Di Camargo & Luciano e Leonardo se apresentam em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1

Chitãozinho & Xororó, Zezé Di Camargo & Luciano e Leonardo se apresentam em show Amigos em Barretos 2019 — Foto: Érico Andrade / G1

Veja mais notícias da região no G1 Campinas

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE