Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Polícia Civil abre inquérito para apurar tiro que deixou criança ferida dentro do presídio de Santarém

Perícias já foram solicitadas à Susipe e à Polícia Militar. Menina de 8 anos foi atingida no abdômen, mas não corre risco de morte.

 
 -   /
/ /

A Polícia Civil iniciou as investigações para apurar o tiro dentro do presídio de Santarém, no oeste do Pará, que deixou uma menina de 8 anos ferida no abdômen, na tarde de desta sexta-feira (13), durante tentativa de fuga de um preso. Perícias já foram solicitadas ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC).

O caso foi apresentado a 16ª Seccional de Polícia Civil por policiais militares e agentes da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe).

O plantonista que recebeu o caso, delegado Jaime Paixão, contou que o preso que tentou fugir não é dos municípios do oeste do Pará, mas estava custodiado na casa penal porque passaria por audiência.

“Ele aproveitou do momento de visita aos outros presos e tentou fugir da penitenciária. Consta que houve disparos de arma de fogo, e isso a perícia técnica vai identificar a situação de disparos dentro do presídio”, disse Jaime Paixão.

Ainda conforme o delegado, as investigações vão avançar para saber de onde, realmente, o disparo foi feito. Testemunhas serão ouvidas, inclusive uma mulher que foi feita refém pelo interno. “São informações preliminares que vamos esmiuçar durante o inquérito policial”, completou.

O levantamento policial prévio aponta que os disparos foram feitos de uma das guaritas do presídio, entretanto não se pode afirmar se realmente o tiro partiu de um desses locais. Somente a perícia vai apontar a localização exata.

O delegado solicitou à Susipe e ao 3º Batalhão da Polícia Militar de Santarém o levantamento dos servidores que estavam dentro da casa penal.

Depois de ser ferida, a criança foi levada para o Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo e, depois de receber atendimento médico, passará por exame de corpo de delito.

Der acordo com o delegado Jaime Paixão, o HMS informou que a vítima não corre risco de morte e o ferimento foi subcutâneo.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE