Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Celebridades russas cobram libertação de ator preso em protesto

Artistas e teatros repudiam ação e citam prisão flagrantemente injusta .

 
 -   /
/ /

Celebridades russas usaram as redes sociais, nesta terça-feira (17), para repudiar o que disseram ser a prisão flagrantemente injusta de um ator novato por um protesto da oposição, e exigiram que as autoridades o libertem.

Pavel Ustinov, de 23 anos, foi condenado na segunda-feira (16) a 3 anos e meio de prisão por deslocar o ombro de um policial ao ser preso durante uma manifestação realizada em 3 de agosto, em Moscou. Ele negou as acusações e disse que nem participou do protesto.

Os críticos apontaram para a condenação e outras semelhantes como exemplos de como as autoridades têm aplicado penas rígidas para assustar possíveis simpatizantes, de forma que não se unam ao maior movimento de protesto na capital em anos.

As autoridades negam, e dizem que muitos dos protestos organizados pela oposição foram ilegais por não terem sido autorizados formalmente, e que as pessoas estão sendo processadas por violarem a lei.

A causa de Ustinov foi abraçada por celebridades como o astro de televisão Maxim Galkin e o cantor popular Sergey Lazarev, que compartilharam sua revolta com milhões de seguidores no Instagram.

"Esta é simplesmente uma pena monstruosa para um jovem que não estava fazendo nada! Ele só estava junto ao metrô esperando um amigo", escreveu Lazarev aos seus 4,2 milhões de seguidores.

"Eles [polícia] se lançaram sobre um cara em um grupo tão inepto que é espantoso que não tenham quebrado mais nada uns dos outros", disse Galkin aos seus 6,4 milhões de seguidores.

A oposição confronta as autoridades com frequência devido ao que considera abusos destas, mas é incomum tais causas serem abraçadas por celebridades de grande popularidade.

"Dá para ver claramente no vídeo de sua prisão que ele não resistiu à... polícia", disse o ator Alexander Pal no Instagram. "Este é um caso inteiramente fabricado".

"A injustiça e o cinismo monstruosos com que isso foi feito podem preocupar qualquer um", escreveu o ator Danila Kozlovsky.

O porta-voz do Kremlin disse que não seria apropriado para ele comentar o veredicto de uma corte, mas que Ustinov pode apelar, se quiser.

Alguns teatros moscovitas emitiram pedidos por sua libertação após as apresentações da noite de segunda-feira. Ustinov estudou atuação e fez papéis pequenos em filmes.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE