Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Viagem de Bolsonaro à ONU ainda depende de avaliação médica, diz porta-voz da Presidência

Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia na semana passada e, segundo Rêgo Barros, avaliação médica será feita nesta sexta 20 . Para porta-voz, tudo indica que presidente irá à ONU.

 
 -   /
/ /

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou nesta terça-feira (17) que a viagem do presidente Jair Bolsonaro à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) ainda depende de avaliação médica.

A assembleia acontecerá em Nova York (EUA), na semana que vem. Em uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto, Rêgo Barros disse que "tudo indica" que o presidente irá à assembleia, mas os médicos ainda o avaliarão nesta sexta (20) para decidir.

Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia na semana passada para correção de uma hérnia. O presidente passou alguns dias internado e retornou a Brasília nesta segunda (16).

"A viagem do presidente está sob análise, praticamente definida, mas ainda sob análise em particular no quesito avaliação médica, que ocorrerá na próxima sexta-feira aqui em Brasília pela equipe do doutor Macedo. A recuperação do presidente é muito positiva, tudo indica que ele dará a confirmação e nós embarcaremos no dia 23 para Nova York", afirmou Rêgo Barros.

No último dia 2, em meio à polêmica em torno das queimadas na Amazônia, Bolsonaro chegou a afirmar em uma entrevista coletiva que iria à ONU mesmo se fosse necessário usar cadeira de rodas para defender as políticas do governo para a região.

Previsão de programação

Segundo Otávio Rêgo Barros, se confirmada a viagem de Bolsonaro, o presidente viajará no próximo dia 23 para Nova York para participar da Assembleia Geral.

Depois da assembleia, ainda segundo Rêgo Barros, Bolsonaro viajará para Dallas (Texas) para se reunir com empresários do setor de tecnologia e, no dia 25, retornará para Brasília.

O porta-voz acrescentou também que, se Bolsonaro viajar mesmo para Nova York, deverá se encontrar com secretário-geral da ONU, Antonio Guterres.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE