Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Pedestres reclamam da falta de segurança no trânsito na av. Centenário, em Belém

Segundo moradores, as faixas de pedestres estão apagadas, motoristas desrespeitam a sinalização e não há fiscalização no local.

 

Pedestres reclamam da falta de segurança no trânsito na avenida Centenário, no bairro do Mangueirão, em Belém. Segundo moradores, as faixas de pedestres estão apagadas, motoristas desrespeitam a sinalização e não há fiscalização no local. Para eles, as cenas de irresponsabilidade no trânsito são constantes.

As reclamações incluem um retorno que, segundo os moradores, foi mal colocado na avenida. Motoristas enfrentam dificuldades para acessar a avenida. Ainda segundo os moradores, a falta de iluminação prejudica ainda mais a área, trazendo insegurança.

O semáforo de pedestres também fica bem escondido e torna o trânsito de pedestres ainda mais arriscado. A cuidadora de idosos Júlia Sena diz que o perigo é alto e sempre precisa esperar o momento certo para atravessar a via. "É um perigo porque o sinal estava fechado, mas mesmo assim o carro passou e não esperou eu passar. Aí fica o medo de atravessar", contou.

Segundo os moradores, a faixa de pedestres e a ciclofaixa foram pintadas em 2016, mas foram apagadas e não foram revitalizadas, o que contribui para que os motoristas trafeguem em alta velocidade. A comerciante Adriana Almeida disse que já teve até que colocar pneus e barras de concreto para evitar a invasão de carros na calçada, onde mantém um bar. "Como aqui não tem radar, os motoristas não têm controle e passam na velocidade mesmo, já até aconteceu de carro subir aqui na praça de alimentação, mas graças à Deus não machucou ninguém".

Em nota, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) disse que realizou serviços recentes de sinalização na av. Centenário, como a revitalização de faixas para retenção de veículos, travessa de pedestres e bolsões para motos, entre outros. O trabalho, segundo a Semob, deve ser intensificado com a contratação de uma empresa especializada no serviço de sinalização, o que está em processo de conclusão. A Semob disse, ainda, que rondas são feitas por agentes e a avenida possui pontos de fiscalização eletrônica para inibir o excesso de velocidade.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE