Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Justiça decreta prisão preventiva de jovem preso por morte de mulher decapitada em Santarém

Ao G1, Fernando Augusto falou que não tinha nenhum tipo de relacionamento com a vítima e que crime foi motivado por uso de drogas.

 
 -   /
/ /

A justiça decretou na segunda-feira (11) a prisão preventiva de Fernando Augusto Silva e a internação de um adolescente, pela participação ativa dos dois em um crime bárbaro que vitimou uma mulher no bairro Maracanã. A vítima foi encontrada decapitada em Santarém, oeste do Pará, no sábado (9), em uma casa abandonada.

Ao G1, Fernando Augusto Silva contou que não conhecia a vítima, nem tinha nenhum tipo de envolvimento ou desentendimento com ela, apenas a conhecia de vista do bairro. Ele contou ainda que motivação do crime foi o uso de drogas. (Veja o vídeo abaixo)

"A motivação foi droga, eu acho. Quando eu cheguei no local eles já estavam lá. Tava ele [o adolescente], outro menino que tava comigo e a mulher estava junto. Eles estavam discutindo lá, eles já estavam discutindo. Ele me chamou, disse que era para eu vir junto com ele e ela acompanhou, disse que queria usar [drogas] e foi aí que chegamos lá na casa e aconteceu o que aconteceu", contou Fernando.

+Jovens são presos e adolescentes apreendidos suspeitos da morte de mulher decapitada em Santarém

Acusado falou sobre crime que resultou em morte de mulher no bairro Maracanã

Acusado falou sobre crime que resultou em morte de mulher no bairro Maracanã

De acordo com o delegado Gilvan Almeida, responsável pela Divisão de Homicídios, o crime foi executado por um adolescente e pelo próprio Fernando. Os dois foram apresentados na 16ª Seccional de Polícia Civil na segunda-feira (11) junto com outro adolescente e um jovem suspeitos de terem participado do crime.

"Eles admitem a prática do crime, com algumas divergências nos depoimentos deles, mas já conseguimos identificar bem a dinâmica do que aconteceu, inclusive conseguimos apreender a suposta arma utilizada neste bárbaro crime", disse o delegado responsável pelo caso.

Casa onde corpo foi encontrado no bairro Maracanã — Foto: Tracy Costa/G1 Casa onde corpo foi encontrado no bairro Maracanã — Foto: Tracy Costa/G1

Casa onde corpo foi encontrado no bairro Maracanã — Foto: Tracy Costa/G1

O Crime

Janaina Emilly Pereira, de 24 anos, foi encontrada morta em uma casa abandonada no bairro Maracanã no sábado (9). Além de estar nua e decapitada, a mulher teve um dedo e um dos seios arrancados.

Populares disseram que a mulher trabalhava fazendo vendas de bananas fritas e que no dia anterior ao crime foi vista na companhia de dois jovens.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE