Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Educação e Saúde

Hospital Metropolitano incentiva a pesquisa científica em seu programa de residência multiprofissional

 
 -   / Fotos: Pró-Saúde
/ Fotos: Pró-Saúde / Fotos: Pró-Saúde

Além de promover a capacitação profissional de residentes, a unidade estimula a ampliação da qualidade assistencial à população

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua (PA), gerenciado pela Pró-Saúde, será tema de ao menos seis trabalhos científicos envolvendo áreas como Fisioterapia, Enfermagem, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia e Psicologia.

A estimativa é que os trabalhos sejam divulgados até 2020, na conclusão da 8ª Jornada de Qualificação de Projetos de Pesquisa do Programa de Residência Multiprofissional, existente no Metropolitano. 

O hospital é referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas atua com diversas outras especialidades, como Nefrologia, Pediatria Clínica, Cirurgia Vascular, Urologia, Neurocirurgia, Infectologia, entre outros. 

Mantido pelo Governo do Pará, o Metropolitano é responsável pela capacitação de residentes que auxiliam no processo de qualificação multiprofissional do Hospital. Além da experiência proporcionada pelas residências, os profissionais participam dos programas de qualificação e capacitação profissional para colaboradores, recebendo treinamentos e orientações específicas.

O fonoaudiólogo do Metropolitano e integrante do Programa de Residência há um ano, Elder Torres, foi um dos três profissionais com trabalhos aprovados na Jornada. O profissional ressalta a importância da residência na unidade como o fator de crescimento na área e incentivo à produção científica. “O hospital oferece um campo enorme de pesquisa e uma troca de experiências com diferentes especialidades. Essa interação multiprofissional é muito importante e traz um conhecimento sem igual para nós residentes”, disse.

Leonardo Ramos é coordenador do Departamento de Ensino e Pesquisa do Hospital Metropolitano e explica a importância da realização da Jornada com a participação dos residentes. “São profissionais que estão entrando no mercado de trabalho e utilizam a oportunidade no Metropolitano para pesquisa. É um diferencial no mercado e formação”, destacou.

O incentivo à produção científica faz parte da gestão pela Pró-Saúde, com mais de 50 anos de experiência em gestão hospitalar. Com esse estímulo, a instituição busca promover a cultura e os valores assistenciais, bem como auxiliar na implantação de protocolos clínicos, construção de ferramentas de gestão e na melhoria do atendimento, aperfeiçoando processos também da própria residência. 

“Nossos programas de Residência Multiprofissional e Residência Médica trazem um retorno para o Hospital não só por nos colocar no cenário de pesquisas científicas, mas porque proporcionam uma troca de experiências importante para todos, principalmente aos pacientes do Metropolitano. Devolvemos para a sociedade um profissional completo, que contribui no processo de restabelecimento do paciente”, conclui o coordenador.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 22 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE