Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Geral

MetrôRio inicia venda de 158 mil cartões especiais para o Réveillon

 

O MetrôRio começou hoje (9) a venda dos cartões especiais para o Réveillon 2020. Devido à grande procura no ano passado, a empresa ampliou em 5 mil o total de cartões especiais para a virada do ano, chegando a 158 mil bilhetes disponibilizados.

Segundo a gerente de Planejamento Operacional da MetrôRio, Rejane Micaelo, o processo de venda será em duas etapas. Na primeira fase, que se estenderá até o próximo dia 25, o público poderá adquirir os cartões nas estações Pavuna, Uruguai, Central, Carioca, Siqueira Campos e Jardim Oceânico, das 10h às 21h. A partir do dia 26, a venda só poderá ser feita nas bilheterias da estação Carioca, no mesmo horário. Rejane advertiu que não será aceito pagamento via cartões de débito e crédito nem o pagamento por aproximação. “Só em dinheiro nas bilheterias”, afirmou.

O público poderá optar pela compra de cartões especiais de ida e volta ou somente de ida ou de volta. Rejane recomendou, entretanto, que é bom ficar atento, “porque à medida que os cartões forem acabando, a gente não tem como criar mais vagas dentro do metrô. É por isso que é criada a operação especial”. No ano passado, a procura foi grande e os cartões acabaram antes do previsto, no dia 30 de dezembro. “Então, nos horários em que a gente podia ter mais lugares, a gente aumentou”. Esses horários são os mais próximos da meia-noite que, anteriormente, eram os menos procurados.

A operação especial começará às 19h do dia 31, por faixa horária. O preço dos cartões é o mesmo do dia a dia, ou seja, R$ 4,60. Quem comprar ida e volta vai pagar R$ 9,20. Para a ida, os clientes poderão escolher cinco faixas de horário (entre 19h e 24h) no ato da compra. Já na volta, o embarque acontece sem horário fixo, da meia-noite até as 7h. O MetrôRio recomenda que os clientes deem preferência à estação Siqueira Campos, para reduzir filas na ida e na volta da festa. Cada cliente tem o limite de compra de até dez cartões.

Conforto e segurança

Rejane afirmou que nas 21 operações especiais para o Réveillon realizadas pelo MetrôRio, não foram registrados tumultos. “A operação acontece de maneira ordeira. As pessoas sabem que seu cartão tem um horário específico para embarcar e fica muito melhor. Dá mais conforto e segurança para quem está indo ver a queima de fogos com essa operação dividida por faixa horária”. Ela explicou que na volta o MetrôRio não tem condição de dividir as viagens por faixa horária. Por isso, o cartão é aceito entre meia-noite e 7h da manhã, respeitando a ordem de chegada na estação.

No período compreendido entre as 19h do dia 31 e as 7h do dia 1º de janeiro de 2020 não serão aceitos os cartões comuns do metrô (unitário, pré-pago e Giro), da Riocard (Bilhete Único e Vale-Transporte), nem o sistema de pagamento por aproximação (NFC), exceto nas estações General Osório, Cantagalo e Siqueira Campos, onde esses cartões serão aceitos até as 23h59. Esses cartões, bem como o pagamento com tecnologia NFC voltarão a valer a partir das 7h do dia 1º de janeiro, junto com o funcionamento normal das estações, em horário de feriado.

A gerente de Planejamento Operacional destacou que os cartões de gratuidade de maiores de 65 anos, crianças menores de seis anos de idade acompanhadas por um adulto e portadores de deficiência têm a passagem garantida. Basta apresentarem o documento comprobatório que os agentes de segurança permitirão a entrada no sistema. “É importante que as pessoas saibam que sua ida para assistir a queima de fogos está garantida para quem tem gratuidade”.

Como está descartada a possibilidade de novo aumento no total de cartões especiais que serão vendidos, Rejane Micaelo recomendou que os interessados procurem adquirir o cartão o quanto antes, “porque o carioca ainda deixa para a última hora”.

Funcionamento especial

Durante a operação especial de Réveillon, entre 19h de 31 deste mês e 7h do dia 1º de janeiro de 2020, os trens da Linha 2 vão circular da Pavuna, na Zona Norte do Rio, até a estação General Osório, em Ipanema, Zona Sul. As linhas 1 e 4 manterão o trajeto Uruguai, na Tijuca, Zona Norte, até o Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. A estação Cardeal Arcoverde ficará aberta apenas para desembarque das 19h às 23h59 do dia 31.

Entre meia-noite e 7h de 1º de janeiro, o embarque de passageiros será realizado apenas pelas estações Jardim Oceânico, General Osório, Cantagalo, Siqueira Campos e Cardeal Arcoverde, exclusivamente com o cartão especial de Réveillon. As demais estações do sistema ficarão abertas apenas para desembarque. Há exceções. As estações Cidade Nova, Praça Onze, Presidente Vargas, Uruguaiana e Catete ficarão fechadas a partir das 7h do dia 1º de janeiro, sendo reabertas somente às 5h do dia 2.

Integração

Em relação aos ônibus que fazem a integração, conhecidos como metrô na superfície, Rejane Micaelo informou que estarão operando no dia 31 até as 18h, nas estações Botafogo, Gávea e Antero de Quental, para quem está indo para a estação. Para quem estiver saindo das estações, a operação está garantida até meia-noite. No dia 1º, o serviço vai operar em esquema de feriado, das 7h às 23h.

Dúvidas poderão ser tiradas nas redes sociais do MetrôRio, no Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) 0800 595 1111 ou nas 41 estações do sistema.

Edição: Aline Leal Tags: MetrôRio reveillon

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE