Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Profissionais do HMS recebem treinamento de Reanimação Neonatal e o Transporte de Recém-Nascido

Capacitação aconteceu nos dias 10 e 11, com o objetivo de qualificar os profissionais que atuam na sala de parto.

 
 -   /
/ /

As equipes de enfermagem e médica da Obstetrícia do Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo (HMS) fizeram na sexta-feira (10) e no sábado (11) treinamentos de “Reanimação Neonatal” e de “Transporte de Recém-Nascido”. As aulas foram promovidas pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), com foco nas novas diretrizes de reanimação e transporte de recém-nascido com asfixia perinatal.

Durante os dois dias do curso, a palestrante e pediatra Vilma Hutim, apontou as recomendações do Ministério da Saúde (MS) através da Rede Cegonha que determina que todos os profissionais que atuam na sala de parto estejam qualificados para realizar a recepção e a reanimação. “É um procedimento que pode salvar os bebês e prevenir sequelas neurológicas para o resto da vida, no caso de asfixia perinatal”, disse.

O evento reuniu também profissionais de outros hospitais, maternidades e alunos de cursos de saúde.

A pediatra do HMS, Naheri Ferreira, conta a importância do curso pelo volume de partos realizados no Hospital. “Aqui no HMS temos uma média de 350 partos mensais. Então, a gente precisa saber como vai atender esses recém-nascidos que chegam com quadro grave”, destacou.

A asfixia perinatal ocorre quando há falta de oxigênio para o bebê antes ou depois do parto, uma das principais causas de mortalidade neonatal. Segundo a pediatra, o principal passo do trabalho de reanimação é a técnica de ventilação que qualquer profissional de saúde pode fazer.

O Hospital é referência no atendimento obstetra e pediátrico no oeste do Pará, a unidade também atende mais de 25 cidades da região. No último ano, foram realizados 3.380 partos entre normais e cesarianos.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE