Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Meghan Markle faz 1ª aparição pública após anúncio de afastamento de funções da realeza

Duquesa de Sussex visitou centro de mulheres em Vancouver, no Canadá. Jornal diz que pai da ex-atriz pode testemunhar contra ela em processo.

 
 -   /
/ /

Meghan Markle, a duquesa de Sussex, fez uma visita surpresa a um centro de mulheres em Vancouver, no Canadá, na terça-feira (14). Essa foi a sua primeira aparição pública desde que ela e o marido, o príncipe Harry, anunciaram que se afastariam de parte das funções da realeza britânica.

Uma foto da duquesa sorridente, ao lado das funcionárias do Downtown Eastside Women's Centre, foi publicada no Facebook da instituição. “Olhem com quem tomamos chá hoje! A duquesa de Sussex, Meghan Markle, nos visitou hoje para discutir questões que afetam as mulheres na comunidade”, diz a legenda da foto.

A instituição fornece refeições a mais de 500 mulheres e crianças diariamente. Ela ainda presta ajuda jurídica e disponibiliza serviços ligados à promoção do bem-estar e do desenvolvimento pessoal, entre outras iniciativas.

Crise na realeza

Em imagem de arquivo, príncipe Harry, Meghan Markle e Archie se encontram com o Nobel da Paz Desmond Tutu, na Cidade do Cabo — Foto: Toby Melville/ Reuters Em imagem de arquivo, príncipe Harry, Meghan Markle e Archie se encontram com o Nobel da Paz Desmond Tutu, na Cidade do Cabo — Foto: Toby Melville/ Reuters

Em imagem de arquivo, príncipe Harry, Meghan Markle e Archie se encontram com o Nobel da Paz Desmond Tutu, na Cidade do Cabo — Foto: Toby Melville/ Reuters

Na semana passada, Harry, que é o sexto na linha de sucessão da coroa britânica, e a mulher anunciaram que deixariam a função de "membros seniores" da família real para buscar independência financeira e viver parte do ano na América do Norte.

Desde então, a realeza do Reino Unido vem passando por uma crise: tabloides britânicos alegaram que nem a rainha nem o príncipe Charles foram consultados sobre a decisão dos dois, e que membros da família tinham ficado "magoados".

Enquanto os jornais especulavam o que teria motivado a decisão do casal, Meghan voltou para o Canadá, país onde passou parte de sua vida, com o filho, Archie, de oito meses.

Período de transição

Na segunda-feira (13), o Palácio de Buckingham divulgou um comunicado afirmando que Harry e Meghan terão um "período de transição" entre o Canadá e o Reino Unido.

O comunicado foi divulgado após a rainha Elizabeth II se reunir com Harry, o príncipe Charles e o príncipe William para discutir o futuro do casal.

A princípio, havia a previsão de que Meghan participasse da reunião por teleconferência, mas, depois, a imprensa britânica divulgou que ela não esteve presente. Segundo o jornal "The Guardian", uma fonte do Palácio de Buckingham afirmou que o casal decidiu que não era necessário que a duquesa estivesse na reunião.

Também na segunda, os príncipes Harry e William classificaram como "falsa" uma reportagem do jornal “The Times” que afirma que Harry e Meghan foram impulsionados a deixar parte de suas funções por atitudes de William que consideraram bullying. Segundo os irmãos, o texto tem “linguagem inflamatória”.

Pai pode testemunhar contra Markle

Pai de Meghan Markle vai testemunhar contra a filha em tribunal

Pai de Meghan Markle vai testemunhar contra a filha em tribunal

O jornal conservador "The Daily Telegraph" afirmou nesta quarta que o pai de Meghan, Thomas Markle, poderá testemunhar contra ela em processo aberto pela duquesa contra o jornal "Mail on Sunday".

"The Daily Telegraph" baseou sua reportagem desta quarta em documentos entregues ao Supremo Tribunal de Londres.

A ex-atriz americana de 38 anos acusa o "Mail on Sunday" de invasão de privacidade por ter publicado em fevereiro uma carta endereçada a seu pai.

À época, Harry denunciou que o veículo havia "omitido parágrafos, algumas frases e até palavras para encobrir as mentiras proferidas" contra sua mulher.

Árvore genealógica da família real britânica. — Foto: Arte G1 Árvore genealógica da família real britânica. — Foto: Arte G1

Árvore genealógica da família real britânica. — Foto: Arte G1

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE