Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Placa de metal voou mais de 2 km e matou 2ª vítima de explosão em indústria na Espanha, suspeita prefeito

Explosão levantou coluna de fumaça que fez autoridades da Catalunha emitirem alerta de emergência química. Além da pessoa supostamente atingida pela placa de metal, um funcionário da fábrica morreu.

 
 -   /
/ /

O prefeito de Tarragona, na Espanha, suspeita que a segunda vítima da explosão de uma indústria petroquímica tenha morrido atingida por uma placa de metal lançada no acidente. O artefato voou mais de dois quilômetros e destruiu parte de um prédio no bairro de Torreforta, onde morava a vítima.

A segunda morte foi confirmada nesta quarta-feira (15). Segundo a polícia da Catalunha — região onde fica Tarragona — afirmou que a chapa de metal tinha medidas de 122 cm x 165 cm x 3 cm. As autoridades ainda investigam o caso. Veja a foto abaixo.

Imagem divulgada pela polícia catalã nesta quarta-feira (15) mostra pedaço de metal que teria voado da fábrica que explodiu até atingir e matar um homem de 59 anos em Tarragona, na Espanha — Foto: Reprodução/Mossos d'Esquadra/Twitter Imagem divulgada pela polícia catalã nesta quarta-feira (15) mostra pedaço de metal que teria voado da fábrica que explodiu até atingir e matar um homem de 59 anos em Tarragona, na Espanha — Foto: Reprodução/Mossos d'Esquadra/Twitter

Imagem divulgada pela polícia catalã nesta quarta-feira (15) mostra pedaço de metal que teria voado da fábrica que explodiu até atingir e matar um homem de 59 anos em Tarragona, na Espanha — Foto: Reprodução/Mossos d'Esquadra/Twitter

Segundo o jornal "La Vanguardia", a segunda vítima era um fruteiro de 59 anos que vivia no prédio atingido. Ainda de acordo com o prefeito de Tarragona, Pau Ricoma, o pedaço de metal entrou pela janela do edifício e fez um buraco também no piso.

"É quase inacreditável, mas é a hipótese mais provável", disse Ricoma à agência Efe.

Emergência química

Explosão em indústria na Catalunha é fotografada de dentro de um carro nesta terça-feira (14) — Foto: Uncrowned Duke/via Reuters Explosão em indústria na Catalunha é fotografada de dentro de um carro nesta terça-feira (14) — Foto: Uncrowned Duke/via Reuters

Explosão em indústria na Catalunha é fotografada de dentro de um carro nesta terça-feira (14) — Foto: Uncrowned Duke/via Reuters

Além do homem de 59 anos aparentemente morto pela chapa de metal, o acidente matou um trabalhador da indústria. Outras oito pessoas ficaram feridas com a explosão, que levantou uma coluna de fumaça preta que se estendeu por quilômetros na região de Tarragona.

Por causa do risco de contaminação, as autoridades chegaram a emitir um alerta de emergência química e pediram que as pessoas se fechassem em casa caso sentissem qualquer sintoma. Porém, as autoridades catalãs disseram que a fumaça não ofereceria perigo para os habitantes naquele momento.

A explosão atingiu o complexo petroquímico da empresa Industrias Quimicas del Oxido de Etileno (IQOXE), que produz óxido de etileno — um gás altamente inflamável utilizado, entre outras coisas, para fabricar materiais usados em computadores e veículos.

José Luis Morlanes, diretor da empresa, disse que a companhia abriu uma investigação interna para avaliar o que causou a explosão.

"Nós lamentamos muito a perda de um de nossos funcionários e o sofrimento dos feridos", disse Morlanes.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE