Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Promotoria de Justiça de Santarém lança plano para gerenciamento de resíduos sólidos

Entre as ações previstas no PGRS estão a implantação da coleta seletiva e o uso racional de materiais.

 
 -   /
/ /

A Promotoria de Justiça de Santarém, no oeste do Pará, lançou na sexta-feira (7), seu Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS). A cerimônia de lançamento foi realizada na sala Multiuso da sede da promotoria, com a participação dos membros, servidores e colaboradores que atuam em Santarém, e dos Centros de Apoio Operacional do Meio Ambiente e Cível do MPPA.

O PGRS do Ministério Público do Pará foi lançado no dia 1 de fevereiro de 2019, em Belém, e faz parte do programa “MP Sustentável”, com objetivo de orientar membros, servidores e colaboradores terceirizados ao correto gerenciamento dos resíduos sólidos gerados pelo órgão. Santarém é sede do Polo Baixo Amazonas e a implantação foi solicitada pela coordenação local. Todas as fases estão sendo orientadas pelo Caoma, de acordo com as diretrizes do Plano do MPPA.

Na abertura, a promotora de Justiça e coordenadora das Promotorias de Justiça de Santarém, Dully Sanae, destacou a importância da ação para todos que integram a promotoria, que implica em esforço pessoal e mudança de hábitos. A promotora de Justiça Ambiental, em exercício, Lilian Braga, ressaltou que a destinação correta pode trazer benefícios para outras pessoas. “O que é lixo para nós pode gerar renda para outros”, disse.

Membros, servidores e colaboradores de Santarém participaram do lançamento do PGRS — Foto: Divulgação Membros, servidores e colaboradores de Santarém participaram do lançamento do PGRS — Foto: Divulgação

Membros, servidores e colaboradores de Santarém participaram do lançamento do PGRS — Foto: Divulgação

A promotora de Justiça e coordenadora do CAO Cível, Luziana Dantas, que deu início ao projeto na sua gestão em Santarém, agradeceu o empenho da Promotoria para efetivar a implantação.

O PGRS do MPPA foi apresentado pelo promotor de Justiça e coordenador do Caoma, José Godofredo Pires. Segundo ele, o plano, além de demonstrar a preocupação com o meio ambiente, atende exigência do Ministério do Meio Ambiente (MMA) presente no art. 20 da Lei nº 12.305/2010, que determina que a administração pública elabore seu Plano de Gerenciamento de Resíduos.

A apresentação mostrou um panorama das consequências do lixo na natureza e de como o consumo descontrolado afeta e impacta o meio ambiente. Esse cenário levou o MPPA a se alinhar à Agenda da Administração Pública (A3P) e à série de leis e normativas existentes na legislação ambiental brasileira, com a elaboração do PGRS, inicialmente implementado na Região Administrativa Belém I e posteriormente estendido para as outras unidades.

Thiago Rodrigues apresentou o Plano elaborado para Santarém  — Foto: Divulgação Thiago Rodrigues apresentou o Plano elaborado para Santarém  — Foto: Divulgação

Thiago Rodrigues apresentou o Plano elaborado para Santarém — Foto: Divulgação

O engenheiro sanitarista e ambiental Thiago Rodriges de Matos, do Grupo de Apoio Técnico Interdisciplinar (GATI/MPPA) apresentou o PGRS de Santarém, que já passou pela fase do diagnóstico e orientações gerais aos integrantes das promotorias, quanto à separação dos resíduos secos e úmidos.

A promotoria de Santarém já promove campanhas de diminuição de descartáveis, e alcançou redução de 80% desde o ano de 2019. No lançamento foram apresentadas as cuias personalizadas com a logomarca do MPPA, que substituirão pratos descartáveis em eventos promovidos pela unidade.

São objetivos do PGRS: promoção da educação ambiental no MPPA, redução do desperdício de recursos naturais e processados, promoção de medidas para a reutilização dos resíduos gerados, contribuição para a inclusão socioeconômica dos catadores de materiais recicláveis, parcerias com organizações públicas e privadas visando o bom gerenciamento de resíduos sólidos.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE