Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Exames revelam que repatriados não estão com coronavírus

Os 34 repatriados e os 24 profissionais cumprem quarentena na base aérea de Anápolis GO

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOFoto: FAB/divulgaçãoExames laboratoriais entregues nesta terça-feira (11), mostram que os repatriados da província chinesa de Wuhan, epicentro da epidemia do coronavírus, e os profissionais que tiveram contato com eles não estão infectados pelo coronavírus, segundo o Ministério da Saúde. Os resultados foram entregues pelo Laboratório Estadual de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros, o Lacen de Goiás.

Após os resultados dos exames, o secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, foi questionado sobre a possibilidade de diminuição do período de quarentena, estipulado em 18 dias. Gabbardo disse que essa questão será decidida pelo Ministério da Defesa.

Os 34 repatriados e 24 profissionais cumprem quarentena na base aérea de Anápolis (GO). Quem apresentar qualquer sintoma da infecção por coronavírus será levado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília.

No Brasil, há 7 casos suspeitos em investigação de infecção pelo coronavírus. Outros 32 foram descartados. Na China, o número de mortes continua alto. De acordo com o último levantamento divulgado, mais de mil pessoas morreram em decorrência do vírus e mais de 43 mil casos de infecção foram confirmados. No Japão, há um cruzeiro com 135 pessoas infectadas. 

Nesta terça-feira (11), a Organização Mundial da Saúde definiu que a infecção por coronavírus deverá ser chamada de Codiv-19. A nomenclatura segue as diretrizes internacionais que pede que o nome seja pronunciável e estabeleça alguma relação com a doença.

Reportagem, Tainá Ferreira

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE