Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Primeira morte ligada ao coronavírus fora da Ásia é confirmada na França

Turista da China de 80 anos da província de Hubei que morreu na França é a primeira morte relacionada ao Covid-19 fora da Ásia.

 
 -   /
/ /

Um turista chinês de 80 anos morreu na França depois de contrair o Covid-19, o coronavírus. É o primeiro registro de uma morte pela doença fora da Ásia e o terceiro caso fora da China, de acordo com anúncio do Ministério da Saúde neste sábado (15).

  • Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus que surgiu na China
  • Chineses improvisam proteção contra epidemia de coronavírus em meio a escassez de equipamentos

Segundo a ministra de Saúde da França, Agnès Buzyn, a vítima é da província de Hubei, o epicentro da epidemia.

O chinês chegou à França no dia 16 de janeiro. Nove dias depois, em 25 de janeiro, ele havia sido colocado em quarentena. Ele tinha uma infecção pulmonar causada pelo coronavírus, e sua condição física se deteriorou rapidamente. Uma filha do homem de 80 anos também foi hospitalizada, mas a expectativa é que ela receba alta.

Até agora, as mortes fora da China aconteceram nas Filipinas e no Japão (uma cada).

Balanço da epidemia

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a epidemia de Covid-19, infecção provocada pelo novo coronavírus, foi controlada no mundo.

Na terça-feira (13), o diretor-executivo do programa de emergências de saúde da OMS, Mike Ryan, disse em uma entrevista coletiva que não há "aumentos dramáticos de transmissão fora da China", além dos casos da embarcação Diamond Princess.

As últimas informações sobre a epidemia são:

  • mais de 1.500 mortos na China (incluindo um no território semiautônomo de Hong Kong)
  • 3 mortes fora da China (uma na França, uma nas Filipinas, e outra no Japão)
  • mais 66 mil casos confirmados na China
  • 505 casos confirmados em outros 24 países
  • China revê dados da epidemia de Covid-19 e reduz número de mortos

Autoridades do Egito confirmam primeiro caso de coronavírus no país

Autoridades do Egito confirmam primeiro caso de coronavírus no país

Covid-19, a doença do novo coronavírus: mudança de metodologia da China fez casos aumentarem de 44,7 mil para 59,8 mil. — Foto: Infografia: Juliana Souza/G1 Covid-19, a doença do novo coronavírus: mudança de metodologia da China fez casos aumentarem de 44,7 mil para 59,8 mil. — Foto: Infografia: Juliana Souza/G1

Covid-19, a doença do novo coronavírus: mudança de metodologia da China fez casos aumentarem de 44,7 mil para 59,8 mil. — Foto: Infografia: Juliana Souza/G1

CASOS DE CORONAVÍRUS NO MUNDO

  • Veja o que se sabe sobre o coronavírus

  • Dezenas de países têm casos confirmados de coronavírus

  • No Brasil, suspeitas de coronavírus são investigadas

  • O Assunto #107: Coronavírus, o novo vírus que colocou o mundo em alerta

  • O Assunto #111: Os impactos do coronavírus na economia global

  • Brasileiros na China chegam ao Brasil; exame não detecta sintomas da doença

  • OMS declara 'emergência de saúde internacional' para coronavírus

  • Doença provocada pelo novo coronavírus é batizada de Covid-19 pela OMS

  • Infecções por novo coronavírus se espalham mais rápido, mas matam menos que H1N1

  • Países adotam medidas medidas restritivas contra disseminação do vírus

  • Pesquisas apontam suspeitas de elo entre coronavírus, morcegos e cobras

  • Pangolim, mamífero em extinção, pode ser hospedeiro intermediário do coronavírus

  • Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus

  • Duas mortes de Covid-19 são registradas fora da China

  • VÍDEOS: todas as reportagens da cobertura

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE