Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Marcada para março audiência de instrução e julgamento do autor de chacina em Belterra

Mauro Barrozo confessou que matou três das quatros pessoas encontradas mortas em maio de 2019. Audiência ouvirá réu confesso e testemunhas do caso.

 
 -   /
/ /

Um dos casos de maior repercussão em 2019, a chacina da comunidade Paca, em Belterra, no oeste do Pará, ganhará mais um capítulo. A Justiça marcou para 30 de março de 2020, às 9h, a audiência de instrução e julgamento de Mauro Barrozo, réu confesso do assassinato de três de uma mesma família.

De acordo com a decisão do juiz de direito da 3ª Vara Criminal de Santarém, Gabriel Veloso, datada em 19 de fevereiro, a audiência ouvirá Mauro e testemunhas envolvidas no caso, incluindo policiais que estiveram envolvidos na operação de captura do assassino confesso.

Após analisado os termos da resposta à acusação apresentada pela defesa do réu, bem como as descrições do crime, o juiz não encontrou motivos para a rejeição da denúncia ou para absolvição sumária de Mauro. Desta forma, houve a necessidade à instrução processual.

A chacina

Mauro Barrozo está preso desde o dia 6 de junho. Ele foi capturado pelas polícias Civil e Militar, após 11 dias de buscas nas matas do município de Belterra. Mauro matou a tiros de espingarda: Pedro Boschetto, 63 anos, Raimundo Silva de Paula, 43 anos, e Douglas Boschetto de Paula, 12 anos, na comunidade Paca. Um filho de Mauro também foi encontrado morto, mas teria sido vítima de um tiro acidental dado pelo irmão.

O assassino confesso foi preso após descer de um ônibus na BR-163, à altura do bairro Matinha, zona urbana de Santarém. Ele estava acompanhado pela mãe e por seu filho Daniel. Os três caminhavam às margens da rodovia quando foram localizados por uma viatura do Grupamento Tático Operacional (GTO), depois de o motorista do ônibus avisar a polícia que ele havia pego a condução no quilômetro 72 e descido no bairro Matinha.

CHACINA EM BELTERRA

  • Menino, pai e avô são mortos com tiros de espingarda em Belterra

  • À procura de suspeito de chacina em Belterra, polícia encontra mais dois corpos

  • Sobrinho e primo de vítimas de chacina diz que mortes podem ter sido motivadas por ciúmes

  • Equipes multiprofissionais são deslocadas para ajudar famílias vítimas de chacina no oeste do PA

  • Polícia reforça efetivo e aparato para localizar mãe e filho de assassino desaparecidos após chacina em Belterra

  • ‘Meu filho morreu com um tiro na cabeça, todo deformado’, diz mãe de vítima e ex-mulher de autor de chacina

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE