Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Coronavírus: BNDES vai transferir R$ 20 bi do PIS/Pasep para o FGTS. Medidas do banco somam R$ 55 bi

Banco também vai renegociar empréstimos, que poderão voltar a ser pagos daqui a 6 meses

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOFoto: Agência Brasil

O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) anunciou uma série de medidas para ajudar a combater os efeitos econômicos da crise do novo coronavírus. No total, as medidas somam R$ 55 bilhões. A primeira ação já havia sido anunciada há uma semana: a transferência de R$ 20 bilhões do PIS-Pasep para dar suporte ao FGTS dos trabalhadores. “É importante Lembrar que no dia 5 de Fevereiro o banco realizou a maior oferta secundária da história, vendendo 22 milhões de reais de ações da Petrobras. Naturalmente o dinheiro não é carimbado, mas isso aqui é um exemplo muito importante de como esse ‘S’ de ‘Social’ tá ficando cada vez mais presente. E agora estamos enviando esses recursos direto do PIS/PASEP para o FGTS para irrigar o bolso do trabalhador brasileiro”, explicou o presidente do BNDES, Gustavo Montezano.

O banco também anunciou que vai suspender por seis meses a cobrança dos empréstimos feitos pelo banco às empresas. São R$ 30 bilhões de reais que só devem voltar a ser cobrados daqui a um semestre. Para pedir essa suspensão, as empresas precisam estar em situação regular com o banco. O BNDES também vai destinar R$ 5 bilhões em crédito para micro, pequenas e médias empresas. Esse crédito terá carência de até 24 meses e limite de R$ 70 milhões por cliente. 

A apresentação das medidas foi feita via videoconferência transmitida no Youtube. Questionado por jornalistas, o presidente do banco negou que a instituição tenha demorado a anunciar medidas contra a crise. “Esses R$ 55 bilhões aqui hoje apresentados são super relevantes, são medidas bem materiais e representam quase o mesmo valor desembolsado pelo banco em 2019. Quando você entra em um período de desconhecimento, em um período de algo novo, é importante para se preparar, é importante você se planejar. Então hoje o banco está pronto e tem condições tecnológicas de operar a distância”, defendeu.

As medidas foram anunciadas no domingo (22) e devem beneficiar 150 mil empresas, que juntas têm 2 milhões de funcionários. 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE