Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Hospital Regional de Marabá recebe doação de EPIs do Exército

 
 -   /
/ /

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) irão auxiliar o trabalho da unidade no atendimento assistencial à Covid-19

Na última sexta-feira, 27/3, o Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso, recebeu a doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) do Hospital de Guarnição de Marabá , vinculado ao Comando da 8ª Região Militar, do Exército Brasileiro, que irão contribuir para os protocolos de proteção e combate ao coronavírus (Covid-19).

Os EPIs disponibilizados pelo Exército irão aumentar os estoques já existentes no Regional, unidade do Governo do Estado, gerenciado pela Pró-Saúde. Os equipamentos serão utilizados pelos profissionais da unidade, caso o hospital atenda algum caso suspeito ou confirmado da doença, contribuindo assim para a segurança daqueles que estiverem na linha de frente do combate a pandemia.

O apoio do Exército é uma das ações do Comitê de Gerenciamento da Covid-19, implantado no Regional do Sudeste do Pará que, desde a sua criação, vem desenvolvendo ações preventivas contra a pandemia, definindo parcerias e medidas que vem sendo executadas para contribuir com a segurança do paciente e de seus colaboradores, dentre elas o aumento do estoque de produtos hospitalares e de medicamentos da instituição.

Segundo Valdemir Girato, diretor Hospitalar, todos os profissionais da unidade precisam garantir a própria segurança para também garantir a segurança do paciente. Entre os EPIs necessários estão: luvas, capote, máscaras especiais, aventais cirúrgicos impermeáveis, óculos e gorro, seguindo assim as recomendações da Secretaria de Saúde Pública (Sespa) e Ministério da Saúde.

"Gostaria de agradecer o Exército por estar ao nosso lado disponibilizando os EPIs. Estamos montando uma força tarefa de prevenção para estarmos preparados para essa pandemia. O comitê vem trabalhando arduamente e se reunindo todos os dias, para tomar medidas preventivas que contribuem para a segurança de todos", afirmou.

De acordo com o diretor do Hospital de Guarnição, Coronel Gervásio Chuman, o Exército não poderia deixar de apoiar o Regional, unidade referência hospitalar na região. "O hospital está na primeira linha de enfrentamento dessa crise atual, que é o combate a essa pandemia, por isso já encaminhamos insumos hospitalares na tentativa de unir esforços e de contribuir para o trabalho dessa renomada instituição", explicou.

O Comitê de gerenciamento no Regional de Marabá contra a Covid-19 é composto pela diretoria Hospitalar, Técnica e Assistencial, membros da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), além dos profissionais da enfermagem, serviço social e médicos. O Regional de Marabá é uma unidade do governo do Estado do Pará, que presta atendimento 100% gratuito, referência em atendimento de média e alta complexidades para 22 municípios paraenses.

Sobre a Unidade

O Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP) é referência em atendimento de média e alta complexidades para 22 municípios paraenses. A unidade conta com 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Possui perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito em diversas especialidades, entre elas Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial, Cirurgia Pediátrica e Neurocirurgia, além de um Centro de Hemodialise com 22 máquinas.

*Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE