Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

João Bosco e Vinícius e Naiara Azevedo discutem após divulgarem mesma música com um dia de diferença

Segundo dupla sertaneja, os cantores tinham contrato de exclusividade de Onde não tinha espaço por 12 meses. Prazo venceria em julho. Cantora reclamou de exposição antes de ser procurada pelos artistas e garante também ter liberação para gravação d

 
 -   /
/ /

João Bosco e Vinícius e Naiara Azevedo discutiram nas redes sociais após divulgarem a mesma música, "Onde não tinha espaço", com um dia de diferença.

No Instagram, a dupla sertaneja apresentou o contrato de exclusividade para gravação da canção composta por Elvis Elan e Henrique Castro.

Naiara não gostou da atitude dos artistas, alegando que eles expuseram a situação antes de entrar em contato com ela ou com o escritório. A cantora ainda garantiu ter o direito de gravação da faixa, mas não de exclusividade.

  • No dia 1 de abril, João Bosco e Vinícius divulgaram uma versão ao vivo da música, que já haviam lançado em maio de 2019. A faixa foi gravada durante o registro do DVD "Ao vivo em Goiania', em outubro de 2019
  • No dia seguinte, em 2 de abril, Naiara divulgou a mesma canção com um clipe. O vídeo é registro do DVD da cantora gravado em dezembro de 2019
  • Ao verem o lançamento de Naiara, João Bosco e Vinícius publicaram nas redes sociais o contrato de exclusividade de gravação da música, válido por 12 meses e assinado em julho de 2019
  • Naiara não gostou da exposição e questionou a dupla sobre o motivo de não terem a procurado para saber se ela também tinha o contrato. "Eu explicaria tudo para vocês sem nenhum problema, pq não agi hora nenhuma de maneira errada."

NUNCA, em toda a nossa história de 26 anos de carreira e quase 20 anos de estrada, gravamos uma música sem as devidas liberações e exclusividade. Aqui é na base do contrato, do preto no branco, do jogo limpo. ? Fazemos muito bem o nosso dever de casa. A honestidade e o respeito vem sempre em primeiro lugar. ? Beijo a todos

Desabafos

No perfil oficial da dupla, João Bosco e Vinícius compartilharam o contrato e escreveram:

"Nunca, em toda a nossa história de 26 anos de carreira e quase 20 anos de estrada, gravamos uma música sem as devidas liberações e exclusividade. Aqui é na base do contrato, do preto no branco, do jogo limpo. Fazemos muito bem o nosso dever de casa. A honestidade e o respeito vêm sempre em primeiro lugar."

Na área para comentários, Naiara rebateu:

"Fiquei muito surpreendida com a manifestação de vocês. Nós, artistas sertanejos, somos todos amigos, e inclusive sou uma grande fã e talvez por isso tenha achado desnecessário a atitude, pois a meu ver, o correto seria entrar em contato comigo ou com meu escritório para, de fato, saber se eu também tinha uma liberação dessa música."

"Eu explicaria tudo para vocês sem nenhum problema, porque não agi hora nenhuma de maneira errada. Eu respeito muito os autores, jamais soltaria algo sem liberação, não é da minha conduta e muito menos da minha gravadora, na qual faço parte a mais de quatro anos."

"Não é a minha música de trabalho, então não quis pegar a exclusividade dessa música, mas tenho sim a liberação dela."

"Fiquei muito decepcionada com o fato de não terem averiguado os fatos antes de soltarem isso de maneira extremamente pejorativa, pois poderíamos ter esclarecido tudo de uma melhor forma. No mais, continuo respeitando e sendo fã da dupla."

João Bosco e Vinícius, então, devolveram o comentário.

'Nós gravamos nosso DVD em outubro em Goiânia, dois meses antes do seu projeto, com exclusividade de um ano da canção. Soltamos a música e, no dia seguinte, você solta, e nós que deveríamos procurar você pra resolver?"

"Desculpa, mas devemos seguir a ordem dos fatos, não acha? Quem deve explicações não somos nós, amiga. Estamos sendo transparente com os nossos fãs e seguidores, que ficaram sem entender nada, quando você lançou a mesma música um dia após o nosso lançamento."

O G1 procurou Henrique Casttro, um dos compositores da canção, para saber sobre a liberação da música, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Já o escritório de Naiara entrou em contato com o G1 para se posicionar sobre o caso:

"A NA Produções Artísticas, escritório responsável pela carreira da cantora Naiara Azevedo, esclarece por meio dessa nota o mal entendido acontecido na noite de ontem (02) com a música 'Onde Não Tinha Espaço'. Naiara foi acusada de não ter liberação para gravar uma música que tinha contrato de exclusividade com outra dupla sertaneja. O empresário da cantora, Rafael Cabral, possui a liberação da faixa desde março de 2018."

"Em seu DVD gravado no final de 2019, Naiara gravou a música e, por meio de sua gravadora Som livre, confirma o recebimento da autorização da obra 'Não Tinha Espaço' para lançamento em todas as plataformas digitais. A obra é composta pelos autores Elvis Elan (50%) e Henrique Casttro (50%), representados pela editora BLACKOUT e MB NUNES respectivamente.

"Naiara Azevedo reitera seu compromisso com a verdade e a clareza dos fatos. Não faz parte da conduta da cantora gravar e/ou lançar uma música sem sua devida liberação."

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE