Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

PARANAVAÍ: Combate ao mosquito da dengue pode ser intensificado durante quarentena

Em meio ao grande volume de casos de dengue, as autoridades de saúde apontam que o cuidado com terrenos abandonados para evitar o acúmulo de água parada é imprescindível

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOFoto: DivulgaçãoEm meio ao grande volume de casos de dengue, as autoridades de saúde apontam que o cuidado com terrenos abandonados para evitar o acúmulo de água parada é imprescindível. Dados da Secretaria de Saúde do Paraná apontam que os municípios da microrregião de Paranavaí registraram quase 15 mil casos confirmados da doença, de agosto do passado até o momento. Os números são do último Boletim Epidemiológico.  

A região reúne 14 municípios, entre eles está Paranavaí. Na cidade, foi registrada uma das 49 mortes que ocorreram em todo o Paraná. Uma senhora de 79 anos foi vítima da dengue e faleceu no início deste ano. No último domingo (22), foi registrada a morte de uma outra mulher de 55 anos por dengue hemorrágica. Paranavaí tem cerca de 88 mil habitantes e já foram confirmados mais de 5 mil casos da doença.

A diretora de Vigilância em Saúde de Paranavaí, Keila Noguti, pede ao moradores da cidade que entrem na mobilização contra o Aedes aegypti, mosquito causador da dengue, Zika e Chikungunya.

“O agente de saúde vai às casas e ‘faz’ a educação sanitária e a fiscalização do terreno. Porém, a adesão da limpeza dos quintais da população está pouca, perante ao que tem que ser feito.” 

Desde janeiro, a prefeitura de Paranavaí decretou situação de emergência. já são mais de 6 mil casos notificados da doença.

O Secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, alerta que o período de maior incidência da dengue no país vai coincidir, muito provavelmente, com o pico de contaminação do COVID-19 e, por isso, é fundamental que a população aproveite a quarentena para, também, se proteger do mosquito transmissor.

“Nós teremos, pelo menos, três epidemias simultâneas: coronavírus, que é uma novidade; teremos Influenza, que é uma rotina, todo ano acontece, e teremos, também, o pico de dengue. Então, é fundamental, e eu tenho chamado atenção, aproveitem que estão em casa e limpem o quintal, eliminem os focos de dengue”.

O Ministério da Saúde recomenda à população tirar 10 minutos do dia para verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Os pequenos depósitos móveis, como vasilha de água do animal de estimação e vasos de plantas, devem ser lavados com água e sabão, ao menos uma vez por semana. Além disso, é preciso descartar o lixo em local adequado e limpar calhas.

E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa dentro de casa. Proteja a sua família. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE