Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Como Canaã dos Carajás está se preparando para atender casos de coronavírus

 
 -   /
/ /

Capacitar a equipe para realizar o atendimento correto e seguro a pacientes com suspeita ou confirmado para coronavírus (covid-19), tem sido uma rotina constante no Hospital 5 de Outubro, em Canaã dos Carajás (PA). A unidade, gerenciada pela Pró-Saúde, realizou a capacitação de profissionais para todas as etapas de utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). A paramentação é o nome do processo que corresponde à troca de vestes (roupas pessoais), por vestimentas mais adequadas, para se entrar em áreas como laboratórios e salas de cirurgias. Outros treinamentos foram sobre a técnica correta de higienização das mãos e fluxo de atendimento ao paciente com síndrome respiratória aguda grave, além de promover ações de valorização dos colaboradores que estão na linha de frente.

Atendimento no 5 de Outubro

Segundo a enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Vitória Barros, as iniciativas que começaram a acontecer na última semana de março são essenciais para o controle da disseminação do vírus e segurança dos atendimentos realizados na unidade, tanto para colaboradores e usuários do serviço.

“Reforçamos com os colaboradores várias práticas que já eram exercidas no 5 de Outubro, agora voltadas para o atendimento ao paciente com suspeita ou confirmado de covid-19, definimos um fluxo de atendimento específico, enfatizamos as formas de transmissão da doença e como podemos quebrar essa cadeia”, explicou.

Hoje, na unidade, o atendimento ao paciente com sintomas gripais está sendo realizado de forma separada. Há uma recepção, consultórios, sala de medicação e observação específicas. Visando identificar de forma precoce pacientes com suspeita de coronavírus.

A paramentação e uso de EPI de forma correta é de extrema importância para preservar a saúde do trabalhador. “Preparamos um treinamento para que os profissionais executem essa atividade evitando a auto-contaminação e até contaminação dos ambientes”, disse Vitória.  

Devido a forma de transmissão do novo coronavírus, por meio de gotículas, como espirro, tosse e secreção de vias aéreas, contato próximo e de áreas tocadas pelo paciente contaminado, a unidade adotou a utilização de máscaras pela equipe que está na linha de frente. “Além disso em todos os nossos treinamentos foi reforçada a higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel, sempre após o contato com o paciente e após contato com áreas próximas ao paciente”, frisou a profissional. 

Diariamente a Comissão de Crise e Combate ao coronavírus se reúne e avalia como estão sendo os atendimentos e o fluxo, se houve algum caso suspeito e se é necessária a mudança de alguma rotina. Sempre com a intenção de garantir a segurança dos pacientes, sendo ele suspeito/confirmado de coronavírus ou não. 

Valorização dos profissionais de saúde

Também pensando na valorização dos profissionais que estão na linha de frente, homenagens como uma apresentação musical em frente aos setores e entrega de chocolates com mensagens de força, coragem e agradecimento foram realizadas para reconhecer o trabalho desses colaboradores. 

O Hospital 5 de Outubro foi fundado pela empresa Vale e projetado para apoiar as operações da Mina Sossego e a implantação do projeto S11D. A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, desde 2006. 

Com uma estrutura de pequeno porte e capacidade para atender casos de até média complexidade, a unidade congrega ambulatório para consultas eletivas, Pronto Atendimento 24 horas, instalações de internação com enfermarias e apartamentos individuais e suporte diagnóstico em diversas especialidades. 
Em fevereiro de 2019, a unidade foi certificada pelo Programa Nacional da Qualidade (PNQ), concedido pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), que reconhece a qualidade e segurança da assistência.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. 
Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE