Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Mais de 140 pacientes se recuperam da Covid-19 no Hospital Público Estadual Galileu

 
 -   /
/ /

Nesta sexta-feira, 26/6, a unidade voltou a atender casos de traumas ortopédicos após quase dois meses no atendimento exclusivo de pacientes com o novo coronavírus

Nesta sexta-feira, 26/6, o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG) voltou a atender casos de traumas ortopédicos depois de 49 dias atendendo de forma exclusiva pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

Com 94 leitos clínicos e dez leitos de UTI (Unidade de Terapia de Intensiva) disponibilizados durante à pandemia, 145 pacientes se recuperaram da doença na unidade. Muitas das histórias de superação ganharam destaque na imprensa da região e se tornaram símbolo da luta pela vida da equipe assistencial.

A partir desta sexta-feira, o HPEG, unidade do Governo do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde, encerrou o ciclo de atendimentos aos casos de Covid-19 e volta a ser referência e retaguarda em casos de traumas ortopédicos, cirurgias de alongamento ósseo e torácica e urologia no estado.

Histórias de superação e luta

O carpinteiro aposentado Antônio Lameira, de 92 anos, foi um dos pacientes recuperados da Covid-19 no HPEG. Após sete dias internado, ele voltou para o convívio de seus quatro filhos, dez netos e dois bisnetos. Além dele, Jefferson Assayag, de 54 anos, teve a oportunidade de uma vida nova após o tratamento contra a doença. Em estado grave e dentro de uma UTI, o vendedor de utilidades se recuperou totalmente e voltou para casa.

“Passei por uma verdadeira luta durante os dias que fiquei internado na UTI. Mas a assistência que tive aqui dentro foi de primeira e fundamental para minha recuperação”, relatou Jefferson emocionado e que, aos poucos, já volta à sua rotina diária. Os dois casos são exemplos de superação e esperança e que demonstram a dedicação diária de toda equipe assistencial da Unidade para garantir a total recuperação dos pacientes.

A humanização na assistência

Mesmo durante o período de pandemia, onde protocolos de higiene e normas de segurança precisaram ser reforçadas, ações de humanização não pararam de acontecer dentro do Hospital Galileu. Uma delas foi a visita virtual, que possibilitou o contato de pacientes com seus familiares por meio de chamadas de vídeos. As ligações eram feitas diariamente e garantiam ao familiar e ao usuário um acolhimento com respeito, cordialidade e igualdade.

Durante o período de atendimentos ao Covid-19, o HPEG precisou se adaptar. A necessidade de atender um novo perfil de usuário era grande, exigindo a implantação de novos fluxos e treinamentos e readequando seu espaço físico. O diretor Hospitalar do HPEG, Rodrigo Fauth, ressalta o trabalho da equipe e demonstra agradecimento por toda a dedicação no cuidado assistencial.

“Essa pandemia nos mostrou uma equipe guerreira e que nunca desistiu da sua missão. Esses profissionais são exemplos de força e determinação, conseguindo neste período salvar muitas vidas. São pessoas que retornaram para a sociedade com saúde, levando felicidade aos seus familiares. Preciso dizer que o momento trouxe à tona a certeza de que o HPEG estará sempre preparado para atender à população paraense e que necessita do atendimento público e gratuito”, ressalta o diretor do HPEG.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.

São 21 unidades de saúde gerenciadas pela entidade no país e com 600 leitos exclusivos para atendimento aos casos da Covid-19. Desde o início da pandemia até o momento, nas unidades gerenciadas são 1.191 pacientes recuperados da doença.

Em todo o Brasil, a Pró-Saúde leva inteligência em gestão para 28 unidades presentes em 12 estados de todas as regiões do Brasil. Todos os meses, seus 16 mil colaboradores e 2.500 médicos atendem mais de 1,1 milhão de pessoas.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE