Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Decreto prorroga lockdown até dia 6 de julho, em Monte Alegre

Governo permite rodízio da circulação de veículos a partir do número da placa, pelas ruas da cidade. Quem desrespeitar bloqueio, receberá multa.

 
 -   /
/ /

A Prefeitura de Monte Alegre, no oeste do Pará, decidiu prorrogar o lockdown no município até o dia 6 de julho. A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (26), quando o prefeito Jardel Vasconcelos assinou o decreto 238/2020, que amplia a vigência do bloqueio total na cidade por mais oito dias.

O lockdown começou a valer em Monte Alegre na terça-feira (23) e deveria encerrar no domingo (28). Mas o decreto estipula que o regime siga, a partir da meia-noite do dia 29 até às 23 horas e 59 minutos do dia 6 de julho.

Durante esse período, todas as atividades consideradas não essenciais estão proibidas no município. O lockdown é o método mais radical imposto por governos para que as pessoas cumpram o período de distanciamento social.

A decisão foi tomada baseada no quadro que o município apresenta no momento, em relação aos casos de Covid-19. De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado, Monte Alegre tem 450 casos confirmados da doença e 22 mortes em decorrência do novo coronavírus.

Rodízio de veículos

O decreto municipal também institui o rodízio de veículos, particulares e coletivos, durante a vigência do lockdown, respeitando o número das placas.

Os veículos com final da placa par, somente poderão transitar nos dias 30 de junho, 2, 4 e 6 de julho. Já os carros, motos, táxis e mototáxis com placa terminando em número ímpar, podem circular nos dias 29 de junho, 1°, 3 e 5 de julho.

Multas

No caso de descumprimento do disposto no decreto, a Prefeitura de Monte Alegre poderá multar quem for encontrado desrespeitando o lockdown. Pessoas jurídicas receberão multas diárias de R$ 3 mil para grandes empresas, e R$ 200 para Microempreendedor Individual, Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, além da interdição ou embargo do estabelecimento.

Já para pessoas físicas, a multa é de R$ 200 por dia, dobrando o valor no caso de reincidência.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE