Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Laços coloridos e muita criatividade ganham espaço no Amazônia Market

Em meio à pandemia, grande visibilidade aumentam as vendas de empreendedora em Belém

 
 -   /
/ /

Laços e fitas fazem parte do dia a dia de Giselle Pinheiro há mais de três anos. Ela trabalhava como promotora de vendas, mas foi demitida em 2015 quando a empresa onde tinha carteira assinada fechou as portas. “Naquele período, muitas sobrinhas nasceram e sempre era convida para mesversários temáticos, quando percebi uma grande carência de acessórios infantis no mercado. Sempre encontrava variedade de roupas, mas os laços eram sempre iguais e de cetim. Foi aí que ativei o Plano B”, conta, lembrando que a vontade de trabalhar em casa e ficar mais perto dos filhos lhe agradava muito.

Naquele momento, Giselle teve a ideia de trabalhar com laços de fita, principalmente com os temáticos, porém ela não sabia fazer laços e, para piorar, em Belém não conseguia encontrar fitas de personagens infantis além da pouca variedade de cores. “Comecei a assistir vídeos no Youtube e treinar muito, ao mesmo tempo pesquisava em sites e lojas de fitas importadas e variedade de produtos para diferenciar meu trabalho”, lembra.

Depois da largada inicial, Giselle passou a participar de feiras, bazares e eventos, quando se tornou mais conhecida e viu as vendas crescerem após a compra de algumas canetas de personagens para fazer kits com o mesmo tema dos laços. “Foi mais um negócio que abracei e veio agregar valor, principalmente nos eventos que participo em faculdades. Hoje compro grandes quantidades e variedades de canetas e acessórios para compor o mix”.

Com a pandemia do novo Coronavírus, as clientes de Giselle começaram a pedir máscaras, mas ela não sabia costurar em nem possuía máquina de costura. Foi quando conseguiu máquina emprestada pela irmã e passou a assistir vídeo para aprender a fazer as máscaras. “Foquei nos tecidos de personagens, sempre pensando em fazer combos com os produtos que eu já vendo e assim agregar ainda mais valor às vendas”, conta a empreendedora que sempre apostou na inovação para superar as dificuldades.

Atendida pelo Sebrae desde 2018, Giselle ressalta que ao se inscrever no Amazônia Market, teve retorno imediato. “Cadastrei alguns produtos e já tive uma boa visibilidade e contatos para vendas”, diz a empreendedora ao ressaltar que foi selecionada para participar com algumas peças do desfile online promovido pelo Sebrae para divulgar a plataforma. “Foi mais um levante de clientes que entraram em contato comigo para adquirir as peças”, comemora.

“Também ganhei muitos seguidores no Instagram e contatos de vendas. Estou muito feliz e grata pela visibilidade de expor meu trabalho nessa grande vitrine que é o Amazônia Market e, o melhor de tudo, é saber que a plataforma é super simples e não custa nada”, conclui.

Serviço: Para ter acesso às empresas cadastradas e adquirir os produtos basta clicar no www.amazoniamarket.com.br

Sebrae Pará

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE